Centenária

Ponte Roldão de Oliveira completa 100 anos em 2021

21/01/2021 12:00


A nossa ponte Roldão de Oliveira, a “Ponto Velha”, que liga os municípios de Aquidauana e Anastácio, completa cem anos de inauguração em 2021, segundo os documentos de autorização de Tombamento da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), quando o processo começou em 2017.

Porém, é importante destacar que no livro do professor e historiador Cláudio Robba, a informação é de que a obra só teve início em 1925 e sua conclusão aconteceu em novembro de 1926.

De qualquer forma, já são mais de um século que os dois municípios irmãos se uniram para a construção da Ponte da Amizade, que ligou as cidades, pela primeira vez, de uma forma não fluvial, sobre o Rio Aquidauana.



Conforme os registros da pesquisa do professor Cláudio, a administração púbica de 1919 organizou um evento para o lançamento da pedra fundamental da obra, que contou com a presença do senador Pedro Celestino.

Naquela época, houve um empréstimo, onde 250 contos de réis foram usados na construção da ponte e outros 50 para construção do prédio do grupo escolar. As obras foram realizadas pela empresa Casemiro Bruno e Manoel Mendes & Irmão.

No texto do colunista Paulo Corrêa de Oliveira, intitulado “Mistérios da Ponte Velha”, publicado no O Pantaneiro, ele conta o caso, mas que pode ter sido distorcido pelo tempo e por tantas pessoas que contaram a prosa, de como o prefeito Roldão de Oliveira sonhava em construir a ponte metálica entre os municípios.



Em uma possível carta, Roldão compartilhou à uma das sobrinhas que as cidades não tinham condições financeiras para a construção, mas um encontro entre amigos prefeitos e ex-colegas de faculdade tornou isso possível. Se o caso é verdade? Nunca saberemos, pois Roldão nos deixou em 1972, aos 92 anos.

O aniversário de cem anos da Ponte Velha ainda não é certo, mas sabemos que há um século e graças ao Roldão de Oliveira, a população de Aquidauana e Anastácio se uniram e hoje compartilhamos um patrimônio histórico do Mato Grosso do Sul. 
 


Kamila Alcântara