Meio Ambiente

Fazendeiro é multado em R$ 5,5 mil por degradar córrego em Bodoquena

Ele poluiu córrego utilizado em balneários

28/02/2021 11:10


Um proprietário rural foi multado em R$ 5,5 mil na sexta-feira (26) após degradar área protegida do córrego Betione em Bodoquena. O córrego corta a propriedade do infrator, mas ainda é utilizado como balneário e passa por muitas outras propriedades da região.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Miranda realizou a vistoria e verificou degradações ambientais, como a construção de um dreno, ligando um açude com águas turvas pluviais utilizado por animais, ao córrego Betione que possui águas límpidas, causando turbidez e alterando as condições do curso d’água. Além disso, policiais verificaram que havia escavação atingindo áreas de matas ciliares do córrego (Área de Preservação Permanente).

Além disso, o gado acessava livremente a vegetação das áreas protegidas do curso d’água e o pisoteio estava causando degradações no solo e margens e contribuindo com o assoreamento do córrego, o que é proibido por lei. O proprietário foi notificado a retirar o gado da área protegida.

O proprietário, um idoso de 60 anos, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 5,5 mil.  O autuado também poderá responder por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). A pena é de um a três anos de detenção.
(com informações da PMA)
 


Redação