Polo arqueológico

Em Piraputanga, maior museu a céu aberto recebe placas com informações turísticas

17/06/2021 11:00


Já foram instaladas as placas com informações turísticas do sítio arqueológico de Aquidauana, o maior museu a céu aberto do país, que fica entre Piraputanga e Palmeiras.

Conforme já mostrado aqui pelo O Pantaneiro, o local é conhecido por ter sido povoado há mais de 10 mil anos e foi habitado por povos de diferentes tribos, cinsiderados os primeiros seres humanos na região.

Os povos que viveram ali, chegaram a deixar marcas do tempo em que estiveram presentes na área, como gravuras rupestres, pedras lascadas que, foram usadas como ferramentas para caçadores e coletores de alimentos, todos catalogados e encaminhadas para um Museu da Universidade Federal, na capital (UFMS), além do próprio mirante, que é um destaque na rodovia.

Pensando na preservação do espaço, que cinclusive foi recém asfaltado e no turismo, que o mesmo proporcionará na cidade, as placas instaladas trazem as informações de que o local é protegido pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Uma pedra que simula gravuras de uma espécie de local sagrado, próximo dali foi colocada ao lado das placas, a mesma reproduz as imagens coletadas no alto de lugar. A mesma foi feita pela artesã aquidauanense Anelise Godoy.

A população da região, além dos visitantes que pelo local passarem, precisam se conscientizar e preservar o local, evitando qualquer tipo de depredações, quem for pego realizando esse tipo de prática, pode ser preso. Colabore preservando a história da sua região.


Cristiano Arruda