Policial

Motorista que atropelou indígena diz que fugiu por medo de sofrer represálias

Gleison de 18 anos - que voltava do trabalho para casa em uma bicicleta - não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local nas proximidades da escola Municipal Pedro Palhano, antes da chegada das equipes de resgate.

18/06/2021 09:15


O condutor do veículo de passeio que atropelou e matou o ciclista indígena, Gleison Ortiz Benites, 18, na manhã desta quinta-feira (17) se apresentou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) no início desta noite.

Ele prestou depoimento ao delegado plantonista Eliel Raimundo Alves, no 1º Distrito Policial de Dourados.

Durante a chegada na delegacia de polícia acompanhado de um advogado, o motorista Fernando, 38, morador em Itaporã, disse ao Dourados News que deixou o local do impacto por medo de sofrer represálias após seu carro ser atingido por um objeto.

De acordo com o motorista do VW Gol, ele seguia pelo prolongamento da avenida Presidente Vargas, região Norte de Dourados no sentido Itaporã, quando o jovem teria atravessado na sua frente, não havendo tempo de reação, acabou acontecendo o atropelamento.

Em um primeiro momento ele teria se mantido parado, porém decidiu deixar o local do acidente após seu veículo ser atingido possivelmente por uma pedra ou pedaço de madeira, conforme depoimento da parte.

Gleison de 18 anos - que voltava do trabalho para casa em uma bicicleta - não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local nas proximidades da escola Municipal Pedro Palhano, antes da chegada das equipes de resgate.

 


Dourados News