Educação

Pais apoiam volta as aulas no sistema híbrido em Aquidauana

02/08/2021 16:45


A volta as aulas presenciais na rede pública tem sido tema de constantes debates entre pais de alunos e corpo docente de unidades de ensino. 
 
Em Aquidauana, assim como em outras cidades do Estado, a partir desta segunda-feira (2), as unidades de ensino retomaram as aulas no sistema híbrido: alternando semanalmente 50% das turmas dentro da sala de aula e a outra metade em casa. 
 
O Pantaneiro foi até a porta de escolas e apurou que, a retomada gradual agradou a maioria dos entrevistados. 
 
A secretária, Jocilene Dias Quadro, é mãe de uma menina de 8 anos e diz que concorda com a retomada híbrida. “Acredito que minha filha está segura dentro da escola”. 
 
Opinião que foi compartilhada por Julião Estigarribia, que também acredita que as escolas estão preparadas para receber parte dos alunos de maneira presencial. “Para mim, nada substitui o ensino presencial”, destacou. 
 
Preparação
 
Conforme a diretora do Escola Estadual Coronel Jose Alves Ribeiro - Cejar, Cristiane Niz Barcelos, as primeiras duas semanas, além do ensino regular, os alunos receberão uma atenção especial de “acolhida”.
 
“Queremos identificar as principais dificuldades de ensino durante este um ano e meio de ensino remoto devido a pandemia. Além disso, também focaremos em ações de educação a biossegurança. Casa aluno, inclusive, recebeu nesta retomada presencial, um kit com duas máscaras e um álcool em gel para uso individual”, detalha a educadora. 
 
Em visita a unidade de ensino, o Pantaneiro verificou que, carteiras foram isoladas com fitas zebradas para garantir o distanciamento adequado de cada aluno em sala de aula. 
 
Nos bebedouros, o pedido é para alunos levem seus próprios copos e garrafas de água evitando assim o contato nestes pontos. Outra medida tomada, foi a distribuição de dispensers com álcool em gel em pontos estratégicos da escola. 
 
“Os alunos farão o intervalo dentro da sala de aula assim como os professores para evitar aglomeração. Outra medida tomada pela direção, foi a de abrir os portões da escola 10 minutos antes”, pontuou a diretora. 
 

Da Redação