Velhos conhecidos

Com drogas até na mochila do filho, traficantes são presos pela Força Tática

Casal da Vila Trindade costumava vender entorpecentes no local e retomou atividade recentemente

15/10/2021 08:17


Em ação que começou com o patrulhamento das ruas de Aquidauana, uma guarnição da Força Tática da Polícia Militar prendeu ontem um casal – já conhecido pelas forças de segurança – por tráfico de drogas. Uma cliente e os dois envolvidos foram encaminhados para a delegacia.

Por volta das 16h50 desta quinta-feira (14), os policiais faziam rondas pela Avenida Mato Grosso quando avistaram uma motociclista em atitude suspeita. Os agentes deram ordem de parada à jovem de 26 anos, que até tentou fugir, mas parou quatro quadras adiante. Nervosa, ela confessou que tinha acabado de comprar 4 g de maconha de uma traficante que é reincidente no sistema da polícia e concordou em levar a guarnição até o endereço.

Sabendo de outras denúncias sobre o comércio de drogas ter sido retomado no local indicado, a PM foi até a residência na Vila Trindade e encontrou a suspeita, de 23 anos, junto de seu companheiro, de 27. Eles permitiram a entrada dos policiais para revista da casa, e imediatamente as informações se provaram verdadeiras.

Toda a droga teria sido obtida com outro traficante, conhecido como "Dumbo".

Em cima da geladeira havia um tablete de maconha partido ao meio, com peso total de 332 g. Também sobre o eletrodoméstico, dentro de um porta-joias, foram encontrados 30 g de cocaína. Continuando as buscas, os oficiais de segurança confiscaram outros 13 papelotes de maconha dentro de uma caixinha de manicure e 217 g de pasta base de cocaína, escondidos em uma mochila de criança no quarto do filho do casal.

A dupla confessou que estava novamente traficando e que inclusive atendia por WhatsApp e fazia entregas em domicílio. Eles foram presos em flagrante e levados para a 1ª Delegacia de Polícia de Aquidauana, junto das drogas, que foram entregues aos platonistas. As revistas da usuária e da jovem traficante foram feitos pela cabo da Polícia Militar Nádia, escalada no Centro de Operações (Copom).


João Marcelo Correia Sanches