Operação Hot Point

Utilizando equipamentos ilegais, pescador é preso com vários peixes fora da medida permitida

Flagrante aconteceu na noite de ontem, no distrito de Camisão

15/10/2021 11:29


Durante ações de fiscalização da Operação Hot Point no Rio Aquidauana, agentes da Polícia Militar Ambiental (PMA) prenderam ontem (14) um comerciante de 48 anos por pesca predatória. Os policiais avistaram o infrator na chamada Cachoeira do Morcego, onde a atividade é proibida.

O flagrante foi feito por volta das 23h30, quando os policiais encontraram o carro do autor estacionado próximo ao ponto de pesca, no distrito de Camisão. Utilizando um método denominado “lambada”, em que os peixes são retirados bruscamente da água pelo tronco com o uso de garateias, ele já havia capturado quatro exemplares de pescado da espécie pintado e dois da espécie cachara, pesando ao todo 41 kg.

Garateias de hastes curtas e longas costumam ser utilizadas por pescadores profissionais e esportivos.

Foram várias as infrações constatadas: além de ter ultrapassado e muito a cota de pescado capturado, que é de apenas um único exemplar, praticamente todos os animais estavam fora de medida. Três pintados não chegavam ao limite mínimo de 85 centímetros – tinham 61, 66 e 71 cm – e uma cachara era 7 cm menor que o autorizado por lei.

Além deles, chamou a atenção o pintado gigante, com 141 cm de comprimento, que também estava armazenado no Ford Fiesta do morador de Aquidauana. Neste caso, o peixe estava acima do tamanho permitido, que é de no máximo 125 cm.

O comerciante recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde foi autuado em flagrante hoje pela manhã, por crime ambiental de pesca predatória, e permanecerá até pagamento de fiança. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.820,00 pela PMA. O pescado será doado para instituições filantrópicas após passar por perícia.


João Marcelo Correia Sanches