Operação Dark Money

Denúncia de desvio de R$ 23 milhões dos cofres públicos é aceita

19/10/2021 13:34


Juiz da 2ª vara criminal de Maracaju aceitou nesta terça-feira (19) denúncia contra nove pessoas pelo desvio de R$ 23 milhões dos cofres públicos do município. Os criminosos foram indiciados pelo Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), na operação Dark Money.

As investigações realizadas pela Polícia Civil demonstraramm a existência de uma organização criminosa estabelecida na Secretaria de Fazenda do Município de Maracaju, que teria desviado o dinheiro mediante a abertura de uma conta clandestina, que não foi informada aos órgãos de controle.

A conta teria sido criada com a justificativa de contabilizar folha de pagamento. Dos 627 cheques da referida conta emitidos, 75 foram minuciosamente analisados pelo Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro, apurando-se que foram nominais a 15 empresas que não tiveram contratação formal com a prefeitura, ou seja, não se submeteram a qualquer procedimento licitatório, bem como inexistem notas fiscais que justificam os pagamentos efetuados.

Durante o inquérito policial, as autoridades responsáveis pela investigação ouviram 17 pessoas, dentre elas, 8 servidores públicos, na condição de testemunhas, ligados à Secretaria de Administração e Fazenda do Município e ao Controle Interno, além de 9 responsáveis/funcionários por empresas do município de Maracaju, responsáveis legais pelas empresas que teriam supostamente recebido os valores. 

A próxima fase da agora ação penal, via processo, é a citação dos réus para apresentarem defesa.


Schimene Duque Weber