Ação rápida

Policiais do SIG resgatam vítima de cárcere privado

Autor de 57 anos foi preso e encaminhado à delegacia de Ribas do Rio Pardo

28/10/2021 09:38


Na tarde desta quarta-feira (27), no bairro Parque Estoril, em Ribas do Rio Pardo, policiais civis da Seção de Investigações Gerais da Polícia Civil (SIG), com o apoio de um sargento da polícia militar, prenderam em flagrante um homem de 57 anos. Ele é suspeito de praticar os crimes de cárcere privado e descumprimento de medidas protetivas de urgência.

Segundo apurado, o suspeito saiu recentemente da Penitenciária de Segurança Máxima, onde estava cumprindo pena por condenação a crime de estupro. Assim que teve progressão de regime, mesmo sabendo que não poderia se aproximar de sua ex-esposa, em razão de decisão judicial concessiva de medidas protetivas em benefício da vítima, ele a procurou e a forçou a reatarem o relacionamento.

Além disso, o suspeito mantinha a vítima em cárcere privado, proibindo-a de sair de casa e de manter contato telefônico com outras pessoas, tudo sob ameaça de morte. Ele dizia à vítima que, caso ela chamasse a polícia, seria morta antes mesmo de ele ser preso.

Felizmente, a vítima conseguiu pegar o telefone sem que o agressor percebesse e, por meio do aplicativo WhatsApp, pediu socorro à Defensoria Pública.

A Polícia Civil foi acionada e, imediatamente, iniciou diligências para a libertação da vítima, uma senhora de 52 anos. Em minutos, policiais civis e militares ingressaram no imóvel, uns pela frente e outros pelos fundos, e efetuaram, em tempo hábil, a captura do suspeito, que recebeu voz de prisão por cárcere privado e descumprimento de medidas protetivas.

O autor foi encaminhado à delegacia para a formalização do flagrante e posteriormente ao sistema prisional, onde ficará à disposição da justiça.


Da redação