Turismo

Amigos comemoram registro da Via Láctea

Eles estavam em um lugar e hora certa, em um sítio próximo a Aquidauana

10/01/2022 19:39


Muitos fotógrafos profissionais, assim como estudiosos de diversas áreas de conhecimento, têm em seu banco de imagens vários registros da Via Láctea, uma das inúmeras galáxias que compõem o nosso universo. O planeta Terra é apenas um ponto nessa enorme espiral da Via Láctea que conseguimos ver a olho nu em locais com pouca poluição luminosa.

Imagem de parte da Via Láctea foi registrada com um celular por grupo de amigos durante a madrugada do dia 02 de janeiro

Mas de forma amadora, sem intenção, um grupo de jovens conseguiu registrar nos primeiros minutos do dia 02 de janeiro uma parte desta galáxia, após um churrasco de confraternização em um sítio a beira do Rio Cachoeirão, próximo a Aquidauana. Sem equipamentos profissionais e sem aplicativo próprio para celulares, a imagem pode tornar-se rara de acordo com especialistas. 

Após receber a bela imagem enviada pela turma, o site O Pantaneiro foi conversar com o físico Clayton Garcia da Silva, que confirmou que a fotografia registra parte da Via Láctea. Para a confirmação, o especialista precisou da latitude, longitude e horário exatos de onde os amigos estavam no momento da foto. Ele ainda realizou a identificação das estrelas captadas pela fotografia e compartilhou com a nossa reportagem.

A lembrança inesquecível que marcou o início do ano de 2022 para os amigos Gustavo Rocha, Gustavo Asato, Marcelo Tannus, Matheus Jacini, Felipe Ayach e Giovanni Chaves não é mais possível de ser vivida por quem mora nas grandes cidades. Isso porque para se conseguir fotografar a Via Láctea é preciso reunir um conjunto de fatores técnicos, climáticos e atmosféricos, para que a experiência dê certo. Um campo bem aberto e o isolamento dos grandes centros devido à alta luminosidade são imprescindíveis.

Entre as imagens mais lindas feitas da Via Láctea, a de um brasileiro figura entre os autores das 25 melhores fotografias, segundo seleção feita pelo site Capture the Atlas. Victor Lima fotografou a “Garganta do Diabo” em Foz do Iguaçu, no Paraná. Outras imagens vêm da Austrália, EUA, Espanha e diversos outros países.

Imagem do brasileiro Victor Lima, que registrou a Via Láctea por Foz do Iguaçu, no Paraná. Imagem: Victor Lima/Capture the Atlas/Reprodução

Após a confirmação de que a imagem registrou realmente parte da Via Láctea - e que ainda recebeu elogio do especialista pela qualidade da fotografia - os amigos sul-matogrossenses comemoraram o feito e esperam com isso passar o ano com a mesma sorte dos primeiros dias. 


Redação