Brasil é 2º do mundo no registro de casos de hanseníase

26/07/2007 08:17


O Brasil é o segundo país do mundo a registrar mais casos novos de hanseníase, com a média anual de 47.400 casos, nos últimos seis anos. As regiões mais atingidas são Norte, Nordeste e Centro-Oeste, segundo dados do Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde.


O último estudo do programa revela que a região Norte é a mais afetada. São 6,6 casos a cada 10 mil habitantes. Na região Centro-Oeste são 5,8 casos novos e no Nordeste, 3,4. Segundo o epidemiologista do Ministério da Saúde, Ernesto Isaac Montenegro, o alto índice de contaminação nessas regiões se dá porque o acesso às unidades de saúde é menor do que no Sul e Sudeste.


Ele afirma também que a cobertura do Programa Nacional de Controle da Hanseníase às unidades básicas de saúde é baixa, embora esteja aumentando gradualmente. "Nós temos programas de hanseníase implantados nas unidades básicas de saúde e ele vem aumentando a cobertura, atualmente nós temos 34% de cobertura de postos com o programa implantado", calcula Montenegro.


"O atendimento é descentralizado e as unidades básicas implantam o programa com diagnósticos, terapeutas e reabilitação. Ainda são adotadas ações educativas para evitar complicações." As informações são da Agência Brasil.


uol