Geral

Governo e sociedade civil vão reavaliar políticas públicas para a juventude

30/07/2007 14:22


Representantes da sociedade civil e do governo se reúnem na próxima quarta-feira (1º) para avaliar as políticas públicas voltadas para a juventude. O debate será realizado durante o seminário Juventude: tempo presente ou tempo futuro? Dilemas e propostas de política de juventude, no auditório do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a partir das 8h30.


O encontro foi organizado pela Secretaria Nacional de Juventude, Grupo de Institutos Fundações e Empresas (Gife), Fundação Avina e Ministério do Trabalho. "A juventude precisa ser preparada para o futuro, mas ela tem que ser entendida no presente para que ela participe e seja objeto dessas políticas públicas", afirma o vice-presidente do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) e secretário adjunto da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), Danilo Moreira.


"O encontro vai impactar nas políticas públicas relacionadas a aprendizagem e inclusão no mercado de trabalho que o governo deve anunciar até o final do mês. O seminário é uma maneira de avaliar se essas medidas precisam de reajustes para aprimorá-las."


A Política Nacional de Juventude foi criada em 2005. Atualmente, o governo federal possui 19 programas nessa área, que contam com a participação de 800 mil jovens em todo o país. Nos próximos três anos, o objetivo do governo é ampliar o atendimento para até 4,5 milhões de jovens.


No seminário desta semana, serão utilizados como base para avaliações documentos como o Relatório 2007 do Banco Mundial sobre Desenvolvimento e a Próxima Geração, a publicação do Conselho Nacional de Juventude sobre a política nacional e os registros dos diversos programas existentes hoje no Brasil. Mais informações sobre o seminário no site www.agenciaraizes.com/seminariojuventude.


agência brasil