Geral

CPI pode divulgar dados de caixas-pretas da TAM nesta quarta-feira

01/08/2007 07:42


Os integrantes da CPI do Apagão Aéreo na Câmara participam da manhã desta quarta-feira de uma reunião em que decidirão se divulgarão os dados extraídos das duas caixas-pretas do Airbus-A320 da TAM que bateu contra um galpão da empresa nos arredores do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, no último dia 17. O acidente matou cerca de 200 pessoas.


Os deputados anunciarão a decisão após uma reunião secreta com o chefe do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), brigadeiro Jorge Kersul Filho, e com o coronel Fernando Camargo, que acompanhou a transcrição dos diálogos das caixas-pretas nos Estados Unidos.


Os documentos com as informações das caixas-pretas estão guardados em um cofre da CPI desde ontem (31), quando chegaram. "Se vazar algo, não será daqui", disse o presidente em exercício da comissão, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).


Apesar de manter os dados sob sigilo, a expectativa de Cunha é que os parlamentares decidam divulgar o conteúdo das caixas-pretas depois de discutirem com a Aeronáutica detalhes técnicos das informações. Se isso ocorrer, os dados serão divulgados à imprensa em entrevista coletiva.


Diálogo com a torre
Os dados das caixas-pretas indicam que o acidente foi provocado por uma falha humana, de acordo com reportagem publicada nesta quarta-feira pela Folha (íntegra disponível apenas para assinantes da Folha e do UOL). Os erros teriam ocorrido na operação de um dos manetes (as alavancas de controle das turbinas), colocado em posição incorreta antes do pouso e no momento da aterrissagem. A hipótese de pane no computador da aeronave, contudo, não está descartada.


As gravações mostram os últimos diálogos entre os pilotos na cabine do Airbus. "Desacelera, desacelera, desacelera!", disse um deles. "Não dá, não dá, não dá", respondeu o outro. Por fim, a frase já conhecida: "Vira, vira, vira".


folha on line