Esportes

Daiane busca volta por cima

11/09/2007 11:03


Depois de competir no Pan-Americano e no Mundial de Stuttgart com dores no pé, no tornozelo esquerdo e nos joelhos, Daiane dos Santos se prepara para lugar contra o tempo e provar ao técnico Oleg Ostapenko que poderá participar das Olimpíadas 2008. Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM na manhã desta terça-feira, o treinador colocou em dúvida a participação da atleta em Pequim por conta do desgaste físico.


- Ele pode falar, porque ele é treinador, sabe o nível de dor que eu sinto. Todo mundo fala que eu preciso para para me tratar, mas até agora eu só competi, não consegui fazer isso direito. Agora, eu vou para Curitiba cuidar do meu pé, vou engessar, fazer o que for preciso. Ajudei a seleção para se classificar para as Olimpíadas, agora quero garantir minha participação. 


"Em 2005, foi a mesma coisa. Todo mundo falava que eu não ia conseguir e eu consegui. Isso só me dá mais "raiva". Eu leio as críticas boas e ruins, mas são as ruins que me motivam mais. Tenho vontade de mostrar a todos que não é bem assim, que posso dar a volta por cima"Saiba mais
 
» Oleg: 'Não sei se Daiane vai a Pequim' » Ostapenko: 'Daiane só compete para ajudar' Aos 24 anos, Daiane acredita que pode repetir o feito de 2005, quando sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo, mas deu a volta por cima. Depois de obter a pior nota entre as brasileira no solo na final por equipes em Stuttgart, a gaúcha conta que está "mordida" de vontade de mostrar que ainda pode fazer muito pelo Brasil.


- Em 2005, foi a mesma coisa. Todo mundo falava que eu não ia conseguir e eu consegui. Isso só me dá mais "raiva". Eu leio as críticas boas e ruins, mas são as ruins que me motivam mais. Tenho vontade de mostrar a todos que não é bem assim, que posso dar a volta por cima.


globo