Caminhada pode melhorar qualidade de vida de pessoas com doença de Crohn

25/09/2007 09:19


Um programa de caminhada de baixa intensidade pode ser benéfico para pessoas com doença de Crohn, um dos tipos mais comuns de doença inflamatória intestinal, e melhorar sua qualidade de vida, segundo pesquisa publicada na edição de setembro do Clinical Journal of Sport Medicine.


De acordo com os pesquisadores, a caminhada oferece aos pacientes com doença de Crohn, uma forma de melhorar a qualidade de vida sem exacerbação dos sintomas e sem nenhum efeito adverso na atividade da doença.


Para avaliar os efeitos do programa de caminhada, os especialistas recrutaram 32 pacientes da London Health Science Center, no Canadá, que estavam com a doença com pouca atividade ou em remissão, que praticavam atividades físicas menos de duas vezes por semana e sem histórico de doenças cardiovasculares. Alguns deles passaram, então, a fazer 30 minutos de caminhada de baixa intensidade três vezes por semana durante três meses.


Na investigação, os pesquisadores usaram o questionário de doença inflamatória intestinal, o índice de estresse da doença e um índice que mede, entre outras coisas, bem-estar geral, dor e massa abdominal, e remissão. E observaram que o grupo que praticava a atividade física apresentou uma melhora significativa na qualidade de vida nas três "ferramentas" de avaliação, sem ter aumento nos sintomas e na atividade da doença.


boa saúde