Tecnologia

Brasil responde por 60% dos serviços de terceirização de impressão na AL

08/10/2007 10:49


O Brasil é o país que mais contrata serviços terceirizados de impresão na América Latina, respondendo por 60% desse negócio na região. Os dados são de uma pesquisa da IDC, que revela que o mercado brasileiro encerrou 2006 com 10,7 bilhões de páginas impressas no modelo de outsourcing, com crescimento de 28,8% em comparação com os volumes no ano anterior.


Segundo a consultoria de pesquisas, o crescimento brasileiro em outsourcing de impressão indica a saída da primeira fase, em que o foco das empresas está em adquirir TI para reduzir custos, para uma segunda etapa, mais madura, que objetiva a procura pela terceirização de BPO (Processos de Negócios).


"Isso não implica, entretanto, que o Brasil tenha atingido plena maturidade nos serviços de outsourcing de impressão. O crescimento acima de dois dígitos indica justamente ser um mercado em ascensão, porém não estabilizado", diz Luciano Crippa, analista da IDC responsável pelo estudo "Latin America Printing Outsourcing 2007."


Os maiores contratos continuam sendo fechados, principalmente, pelas empresas dos segmentos de finanças e manufatura, entretanto, aderidos de forma geral por companhias de grande porte de outros segmentos, contata o analista da IDC. O que se observa agora em 2007 é uma movimentação dos fabricantes de impressoras em treinar seu canal de revendas para prestar os serviços de outsourcing de impressão às pequenas e médias empresas. 


uol