Turismo

Turismo de MS deve movimentar quase R$ 7 milhões

24/10/2007 09:33


A Rodada Internacional de Negócios Turísticos, organizada pelo Sebrae/MS na Feira Internacional e 1º Salão de Turismo de Mato Grosso do Sul, estima que R$ 6.800.000,00 devem ser movimentados no setor turístico de MS. A rodada encerrou na tarde de hoje no auditório do Centro de Exposições Albano Franco, em Campo Grande.


O valor corresponde as 169 reuniões presenciais feitas entre operadoras de turismo do Estado e países da Europa e América do Sul, durante cinco horas da Rodada Internacional de Negócios Turísticos. A possibilidade de negócios futuros é de 100% e a qualidade dos contatos presentes foi considerada ótima ou boa por 95,65% dos participantes, segundo a avaliação pós-rodada.


Cada uma das 13 operadoras brasileiras participou de até 22 encontros empresariais. Das 75 empresas estrangeiras convidadas apenas 20 compareceram ao evento. Entretanto, para a consultora de Turismo do Sebrae/MS, Márcia Rocha, a qualidade dos contatos superou a expectativa.


"Um dos grandes entraves do comércio exterior é a segurança da entrega do produto, no caso do turismo, de que o visitante enviado será bem recebido no destino. Apesar da redução no número de operadoras estrangeiras, a visita aos atrativos e infra-estrutura, para conhecer melhor o produto que iriam negociar, ampliou os resultados da Rodada", avaliou a consultora.


Segundo a consultora, os mais de R$ 6 milhões projetados devem ser distribuídos nos ramos de atrativos turísticos, transportes, hotéis, bares e restaurantes, guias turísticos, artesanato, agências de viagens e operadoras de turismo de MS.


Estes números são acompanhados de muito otimismo por parte dos operadores de turismo, como Geraldo Franciscus, proprietário da Open Door, que participou da rodada. "Estamos conseguindo que o nosso Estado seja uma das melhores opções de turismo, encaixando ele no roteiro do turista internacional", disse o empresário. "Ajudou muito a ida deles aos destinos, para viverem o Pantanal e Bonito".


Sergio Artigau, gerente de operações da Pallmer Travel, da Argentina, foi um dos operadores que se impressionou com o passeio. "Com 20 anos de profissão, é a primeira vez que sou convidado para conhecer o Pantanal, e com o que eu vi aqui eu recomendo, não só pelos atrativos, mas pelo serviço prestado em todos os destinos que visitamos", afirmou Artigau.


campo grande news