Política

Deputado diz que é preciso analisar ações de combate a discriminação social

20/11/2007 14:48


"Este evento é um momento de reflexão para avaliarmos os avanços e verificarmos as formas de atuação para o combate ao racismo e igualdade racial", disse o deputado estadual Amarildo Cruz (PT) durante a abertura da sessão especial realizada, nesta terça-feira (20/11), na Assembléia Legislativa em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra.


Antes de iniciar as discussões sobre o racismo no país, os convidados assistiram ao filme "Vista a minha pele", dirigido por Joel Zito Araújo, que retrata a inversão dos papéis, o branco vivendo na sociedade dominada pelo negro. Em seguida, a professora Eugênia Portela, ministrou palestra sobre a "História da raça negra no Brasil: da escravidão ao racismo na internet".


O presidente do Conselho Estadual dos Direitos dos Negros, Antônio Borges dos Santos, ocupou a tribuna para dizer que é necessário que os negros ocupem mais cargos públicos neste país e que as comunidades aprendam a lutar pela resistência. "É preciso colocar em pauta na Assembléia Legislativa não apenas questões sobre índios e assentados, mas também assuntos voltados aos negros", afirmou.


Participam do evento: o presidente do Instituto Lutherking, Aleixo Paraguassu; advogada Delasnieve Miranda de Souza, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da OAB/MS; Raimunda Luiza de Brito, coordenadora de Políticas para Igualdade Racial; Aluízio Franco de Oliveira, superintendente das Políticas Penitenciárias; Jony Martins, coordenador das comunidades negras rurais; e Antônio Borges dos Santos, presidente do Conselho Estadual dos Direitos dos Negros. 


assessoria de comunicação