Geral

MS registra desemprego recorde em dezembro

20/01/2009 15:22


Mais de 15 mil postos de trabalho foram fechados em dezembro em Mato Grosso do Sul, o que teria relação com a crise econômica internacional e com a sazonalidade. Este é o pior saldo já verificado pelo Caged (Cadastro de Empregados e Desempregados) - termômetro oficial do Governo federal para medir o humor do mercado de trabalho formal - no Estado. Desde que iniciou a sondagem das contratações e demissões pelo Caged, em maio de 1999, o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) jamais havia registrado, no Estado, um déficit tão acentuado quanto o de dezembro. Em todas as atividades econômicas, as demissões superaram as contratações.


Sazonalmente, as demissões avançam sobre as contratações em dezembro, como atestam os números do governo. Desde o início do Caged, esse mês se encerra com déficits. No entanto, até então, nenhum resultado havia superado a casa dos 10 mil fechamentos. O pior saldo para dezembro havia sido registrado em 2006, quando foram extintos 9.234 empregos. O menor déficit para esse mês ocorreu em 2005 (-4.100 vagas).


Em dezembro passado, as empresas sul-mato-grossenses contrataram 11.049 trabalhadores e demitiram mais que o dobro (26.152 empregados), o que resultou no saldo de -15.103 vagas. Nenhuma atividade conseguiu terminar o mês com resultado positivo.


A agropecuária e a indústria de transformação, que tiveram saldos respectivos de -6.821 e de -3.430, foram as atividades que mais colaboraram para o recorde histórico do Estado. A agropecuária demitiu 8.352, número muito elevado mesmo considerando que os desligamentos são comuns nesse setor no mês de dezembro.


As demais atividades registraram os seguintes resultados: serviços (-2.482), construção civil (-1.595), comércio (-605), extrativismo mineral (-80), administração pública (-67) e serviços de utilidade pública (-23).


midia max news