Geral

Missão da União Européia inicia amanhã trabalhos em MS

21/01/2009 15:17


Com muita discrição os técnicos da União Européia chegam hoje à noite ao Estado para uma visita técnica que devem durar dois dias. A programação, que iniciará pela manhã desta quinta-feira (22), prevê visita in loco a Zona de Alta Vigilância (ZAV), na fronteira com o Paraguai. A comitiva será acompanhada por técnicos da Superintendência Federal da Agricultura (SFA/MS) e também da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).


A secretária estadual de Produção (Seprotur) Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias declarou ontem que o trabalho sanitário estadual avançou muito e que por isso os europeus devem ter uma surpresa positiva. "Avançamos no monitoramento do trânsito dos animais, na identificação dos animais da fronteira [bovinos e ovinos], os escritórios estão todos informatizados, a GTA [Guia de Trânsito Animal] eletrônica já está funcionando, enfim, minha expectativa é que eles aprovem o que foi feito", disse ela confiante.


Contudo, ainda segundo a secretária, a apreensão fica por conta da visita da segunda equipe, que chega ao Estado na próxima terça-feira (27) para vistoriar o Sisbov. Como a União Européia abriu a comercialização para Mato Grosso do Sul apenas no segundo semestre do ano passado, ainda não há muitas propriedades aprovadas no sistema. Conforme a SFA/MS, de início está previsto apenas a visita a duas fazendas credenciadas nos municípios de Terenos e Três Lagoas.


"Ainda há uma lista imensa de propriedades esperando pela vistoria do Ministério da Agricultura [SFA/MS], tanto que a nossa meta esse ano é de intensificar essas vistorias e assim ampliar o número de fazendas aptas a exportar para a União Européia", garantiu Tereza Cristina ao afirmar que no decorrer desse ano devem acontecer novas auditorias para o mercado europeu.


Após passar por Mato Grosso do Sul o primeiro grupo segue para os estados de São Paulo, Pernambuco, Bahia e Ceará, encerrando a missão em Brasília, no dia 2 de fevereiro. Já o segundo grupo passa pelo Estado e encerra a missão também no dia 2, em Brasília. Toda programação será restrita a área técnica e fechada para o acesso da imprensa, conforme recomendações dos técnicos europeus ao Ministério.


notícias ms