Turismo

Gasto de turista no exterior bate recorde em 2008, mas desacelera no fim do ano

27/01/2009 09:41


Apesar da queda registrada no final do ano, os gastos de turistas brasileiros no exterior fecharam 2008 com um valor recorde de US$ 10,9 bilhões. O resultado supera em 34% o gasto registrado no ano anterior (US$ 8,2 bilhões).


Segundo dados do Banco Central, também foi recorde o valor dos gastos dos turistas estrangeiros que viajaram para o Brasil: US$ 5,8 bilhões, 17% a mais que os US$ 4,9 bilhões de 2007.


A diferença entre os dois números levou o Brasil a registrar um déficit recorde de US$ 5,1 bilhões na conta de viagens internacionais no ano passado, o que ajudou a piorar o resultado das contas externas em 2008.


Entre maio e setembro, os gastos mensais chegaram a superar US$ 1 bilhão. Com a alta do dólar, no entanto, recuaram para o patamar atual.


Em dezembro, o Brasil registrou gastos de US$ 628 milhões de turistas brasileiros lá fora, queda de 20% em relação a dezembro de 2007. Os estrangeiros gastaram 12% a mais no país (US$ 527 milhões) na mesma comparação.


Janeiro
Até o dia 26 de janeiro, os gastos dos brasileiros estão em US$ 571 milhões. Se confirmado, esse deve ser o menor resultado para meses de janeiro desde 2006.


O BC já estima que, com o dólar em alta, os gastos de turistas estrangeiros possam superar as despesas dos brasileiros no exterior em alguns meses do ano, o que não ocorre há três anos.


"Não me surpreenderia se daqui a pouco nós começássemos a ter superávits", afirmou o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes.


A conta das viagens internacionais é parte do relatório do BC sobre o setor externo. Elas fazem parte do balanço de pagamento, que computam os investimentos estrangeiros no país (no setor produtivo e no mercado financeiro) e as transações correntes (comércio, serviços e rendas).


Dentro das transações correntes está a conta de serviços e rendas, que inclui os gastos dos turistas estrangeiros no Brasil e as despesas dos brasileiros no exterior.


Esses valores não consideram as despesas com passagens aéreas, que não são computadas pelo BC nessa conta (entram junto com os gastos com fretes).


folha on line