Política

Petistas estimam pelo menos 20 traições a Temer

29/01/2009 08:54


Em público, a direção do PT reafirma o compromisso de que os votos de seus 78 deputados vão para Michel Temer (PMDB-SP) na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados. Contudo, alguns líderes do partido já estimam a mudança de votos de ao menos 20 petistas, revela o blog do Josias.


Para alguns deputados, a candidatura de José Sarney (PMDB-AP) à presidência do Senado é motivo de sobra para a quebra da aliança na Câmara. Sarney confirmou nesta semana que vai concorrer --um decisão que vai diminuir as chances de Tião Viana (PT-AC) no Senado.


Com dois candidatos franco favoritos, o PMDB tem chances de ganhar a presidência das duas Casas do Congresso. No caso de Temer, por exemplo, dos 20 partidos com assento na Câmara, 14 associaram-se ao bloco --o que soma 428 votos entre os 513 de todos os deputados. Para ser eleito, precisa de 257.


No Senado, serão contados 81 votos. O candidato que conseguir 41 deles é eleito. Tião diz ter ao menos 36, enquanto Sarney conta com o apoio do PMDB (20 senadores) e negocia o apoio integral do DEM (13) e do PSDB (13). Mesmo com traições no PT, Sarney pode se eleger caso some os 46 votos dos três partidos.


A eleição dos novos comandantes da Câmara e do Senado está marcada para a próxima segunda-feira (2).


folha on line