Eventos

Som da Concha traz "Dagata e os Aluísios" e banda Grass

04/02/2009 09:11


O projeto Som da Concha da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), traz neste domingo (8), o pop-rock da banda douradense "Dagata e os Aluísios" e o caldeirão sonoro da banda Grass com influências do rap, rock, pop, samba e eletrônico. Os shows acontecem na Concha Acústica Helena Meirelles do Parque das Nações Indígenas, a partir das 17h30.


Criada em 1998, a banda Grass caracteriza-se pelas novidades sonoras e pelas mensagens que destacam importantes temas sociais. Em novembro de 2008 a banda lançou seu primeiro CD, intitulado "O Novo Dia", no projeto Cena Som da FCMS. Atualmente ela é composta por Rodrigo "Guigz" Estrada (voz), Leandro Perez (violão/guitarra), Lu Sá (baixo), Fred Tico (percussão eletrônica), Joãozinho (percussão orgânica) e Felipe Nahas (bateria).


O repertório do novo título tem pitadas ardentes de samba à beats apimentados de hip hop. Músicas autorais dão o tom do novo CD, entre elas: "O Drible", "Porta Bandeira", "Limite de Espera", "A Voz", "Cultural Brasileira", "Comentário Geral", "Fortalecendo as Partes"e "Sambamente", que retratam a energia e a "cara" da banda ao vivo. O cd "O novo Dia" tem o selo da própria banda chamado Latinatividade.


A grande inovação da Grass é a introdução dos beats eletrônicos que fazem da sua "cozinha", composta por Fred Tico e DJ Magão (percussão e scratches), uma das mais criativas do Brasil. A mistura das raízes brasileiras também é encontrada com os grooves de funk. Durante a apresentação no Som da Concha, o público vai conferir a música de trabalho do novo cd, a canção "Vai Valer a Pena" que já começa a transitar pelas freqüências sonoras das rádios campo-grandenses e "Ladeira", que remete a vida dura do "moleque trabalhador brasileiro".


Dagata e os Aluísios


A banda Grass vai dividir o palco com "Dagata e os Aluísios", banda montada em 2001 que conquistou em sua primeira apresentação o 2º lugar no Forrock, festival de músicas inéditas realizado em Rio Verde. No mesmo ano o grupo o show de abertura de "O Rappa" em Dourados e em 2002, abriu shows do IRA!, Planet Hemp e Velhas Virgens. O grupo musical é formado por Fernando Dagata no vocal e violão, Portuga na percussão, Biko do Trombone no trombone e backing vocals, Luiz Catelan na bateria, Cláudio Roos no contrabaixo e Dé Matogrosso na guitarra.


A banda gravou seu primeiro CD homônimo em 2003, que tem faixas que misturam o pop-rock com música regional, como 'Ramão Ramirez', ou com o rap, como 'Síndrome'. No título o grupo contou com a participação especial do grupo de rap Fase Terminal. Nele também encontram-se baladas como 'Estrela Fria' ou 'Sem Pistas', além de músicas inspiradas no puro rock and roll, como a versão da poesia de Emmanuel Marinho 'Teré' e a música 'Um Velho Sol'".


Som da Concha


O Som da Concha é uma realização da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, que prevê apresentação de shows em domingos alternados que dão origem a um programa de televisão gravado ao vivo, exibido pela TV Pantanal no canal 14 da Net. O Som da Concha tem parceria da Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp/Anhanguera) e da Fundação Manoel de Barros. Em 2008, cerca de 11 mil pessoas estiveram presentes nos shows do Som da Concha.


Contato para Imprensa:


Grass - Rodrigo Antunes Estrada: (67) 8129-0040


Fernando Dagata: (67) 9224-7081


 


Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul