Turismo

"Cinema é a melhor forma de vender turismo", afirma Tizuka

13/02/2009 09:22


Encantada com a hospitalidade e cortesia do governador André Puccinelli, a cineasta gaúcha Tizuka Yamasaki esteve visitando o chefe do executivo estadual nesta quinta-feira (12), acompanhada do consultor em turismo Sérgio Takao Sato, e da diretora-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brum.


A cineasta está no Estado para conhecer alguns dos principais destinos turísticos, como Bonito e o Pantanal. E afirmou categoricamente que sua arte é uma poderosa ferramenta de marketing. "O cinema é a melhor forma de vender o turismo. Ainda hoje há pessoas que vão até Casablanca [cidade no Marrocos] para tentar viver a história de amor do filme e conhecer o local", disse Tizuka.


Um dos desafios de Tizuka em Mato Grosso do Sul é transpor para o vídeo o impacto das belezas naturais do Estado. "Às vezes, são captadas muitas imagens, e no produto final, esse excesso tenta ser condensado, o que acaba não mostrando nada. É preciso definir um foco e buscar uma história nessa paisagem, estabelecer uma cumplicidade com a magia do lugar", esclarece a cineasta.


Puccinelli apresentou aos visitantes as histórias dos povos indígenas, dos bandeirantes e do porto de Corumbá, o terceiro mais importante no século XIX. Além disso, Puccinelli confirmou para Tizuka que Campo Grande possui a terceira maior colônia japonesa do Brasil, sendo a maioria dos imigrantes da ilha de Okinawa. "São orientais como nós", brincou André.


Tizuka recebeu de presente o documentário "Arigatô - Um olhar sobre a imigração japonesa em Campo Grande", da jornalista Maristela Yule, e confessou: "Eu sempre quis filmar a história dessa imigração em Campo Grande. Mas por outros compromissos não foi possível. Agradeço muito e vou assistir, com certeza".


A cineasta vai a Bonito nesta quinta-feira (12), seguindo para Miranda e Corumbá. A visita segue até domingo (15).


MS Notícias