13 de abril de 2021
Anuncie Aqui
-->
Pesquisa

Acadêmica Terena apresenta pesquisa que envolve a dança da mulher indígena

A dança Sipu’trina, ou Putu-putu torna-se tema de pesquisa no curso de Letras – UEMS – Unidade de Jardim

22 NOV 2019 - 15h35min
Da Redação

A acadêmica Terena, Glaucenir Miranda dos Santos, do 4º ano de Letras – UEMS – Unidade de Jardim, defendeu pesquisa na área de Letras, no dia 20 de novembro. O Trabalho de Conclusão de Curso, sob o título, “As marcas de subjetividade em testemunhos de experiências de linguagem: a dança da mulher indígena Terena, Sipu’trina, Putu-putu, da Aldeia Água Branca de Nioaque – MS”, emerge de muitas vozes das mulheres Terena que enunciam sobre os significados feminina.

O foco central está em valorizar os testemunhos de anciãs da comunidade indígena da de Nioaque – MS sobre os sentidos semânticos da dança na vivência da prática dos valores Terena e da conquista da Terra, mesmo diante de dificuldades vividas. Os resultados das análises apontam para a necessidade em valorizar a tradição e manter a valorização da dança para as jovens Terena, nos diferentes territórios, destacando a ligação direta entre língua materna e as inúmeras manifestações de linguagem.

A defesa da futura profissional da área de Letras, Terena, ocorreu no Auditório da Unidade de Jardim, o ato iniciou-se ao som da flauta executa por um índio Terena. A acadêmica indígena realizou a apresentação do TCC e a banca composta pelas Profª Drª Adélia Maria E. Azevedo (orientadora da pesquisa), profª Drª Sandra Cristina de Souza e a profª Drª Rita de Cássia Aparecida Pacheco Limberti procederam as considerações avaliativas sobre a pesquisa. Representantes das Aldeias Taboquinha, Água Branca e Cabeceira – Nioaque estiveram presentes no Auditório da UEMS – Jardim para prestigiar o evento.

Após a leitura da Ata de Defesa e demais procedimentos, realizou-se a saída do espaço interno, ao som da dança das mulheres Terena, para o ambiente externo, onde as jovens estudantes da Escola Indígena Laureano - Nioaque, sob a responsabilidade da indígena, Rosilene Ojeda, procederam a dança Sipu’trina, Putu-Putu. Glaucenir Terena e a professora orientadora, Profª Drª Adélia Maria E. Azevedo, também somaram à dança. 

É a UEMS responsável por conceder espaço institucional às epistemologias dos povos ameríndios. Os testemunhos da mulheres Terena são vozes que ecoam e se constituem marcos históricos da diversidade para a sociedade de Mato Grosso do Sul.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

PMA captura três animais silvestres na área urbana de Aquidauana e Anastácio

2
Aquidauana

Jovem de 24 anos é preso pelo furto de duas motos e um carro em Aquidauana

3
Policial

Homem mata professora na frente do filho em Sidrolândia e foge levando o carro da vítima

4
Aquidauana

Amigos organizam rifa para tratamento do menino de 11 anos com câncer cerebral

Vídeos

Vídeo: Casal furta televisões de loja no centro da capital, em plena luz do dia

Apoiadores de Bolsonaro saem às ruas pedindo não ao Lockdown e sim à Intervenção Militar

Estreia Curta Metragem A Paixão de Cristo

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min20 max32

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min20 max32

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,18m
Miranda
2,97m
Paraguai
1,82m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

A...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: EXÉQUIAS

Raquel Anderson

A gente vai morrer!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Viviane A. N. Contente - Nefrologista

Manoel Antonio Paes de Barros, 844 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8816
Camping

Camping Três Marias

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 9995-3725
Escritórios Contabilidade

Escritório Modelo

Rua 7 de Setembro, 493 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo