X

Apneia do sono pode estar relacionada com a disfunção erétil, alertam especialistas

Um estudo alemão recentemente publicado no Journal of Sexual Medicine indica que as disfunções erétil e sexual são altamente prevalentes em pacientes com apneia obstrutiva do sono - doença crônica caracterizada por sintomas, que vão desde o ronco até a sonolência excessiva diurna, podendo gerar repercussões hemodinâmicas gerais, neurológicas e comportamentais. De acordo com os autores, a apneia já vinha sendo associada com a disfunção erétil, mas os mecanismos dessa relação - assim como a associação do problema do sono com outros fatores de risco para a impotência - ainda eram desconhecidos.


Avaliando a relação entre a disfunção erétil e medidas polissonográficas (teste de múltiplos parâmetros utilizado no estudo do sono e de suas variáveis fisiológicas) em pacientes com outros fatores de risco conhecidos para disfunção erétil, os pesquisadores identificaram a apneia em 92% dos pacientes. A disfunção erétil esteve presente em 69% dos pacientes com apneia obstrutiva do sono e em 34% daqueles sem o distúrbio respiratório do sono.


A inclusão na análise de fatores de risco conhecidos - incluindo idade, obesidade, doença coronariana, doença arterial obstrutiva periférica, diabetes, cirurgia da próstata e uso de medicamentos betabloqueadores - e das medidas de apneia do sono identificaram a média de saturação noturna de O2 como fator independentemente associado à disfunção erétil. A idade, doença arterial oclusiva periférica, cirurgia prostática e hipertensão arterial foram confirmadas como fatores de risco para a disfunção erétil, mas não excluíram o risco associado à apneia do sono. Resultados semelhantes foram observados em relação à disfunção sexual.


"O estudo concluiu que a disfunção erétil e a disfunção sexual foram altamente prevalentes em pacientes com apneia obstrutiva do sono", destacaram os autores. "Apesar dos fatores de risco conhecidos, a saturação média de oxigênio noturna foi um fator adicional independentemente correlacionado com estas essas disfunções, sugerindo que a oxigenação noturna deficiente, relacionada à apneia obstrutiva do sono, contribui de forma específica para a evolução da disfunção erétil", concluíram os especialistas. / Journal of Sexual Medicine. Volume 6, Issue 11, Oct 2009. Pages 3147 - 3157

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Alerta é de técnica da Organização Mundial da Saúde

Educação

CREAS realiza palestra sobre Bullying em Aquidauana

Eles explicaram exemplos e consequências do Bullying

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo