X

Apneia do sono pode estar relacionada com a disfunção erétil, alertam especialistas

Um estudo alemão recentemente publicado no Journal of Sexual Medicine indica que as disfunções erétil e sexual são altamente prevalentes em pacientes com apneia obstrutiva do sono - doença crônica caracterizada por sintomas, que vão desde o ronco até a sonolência excessiva diurna, podendo gerar repercussões hemodinâmicas gerais, neurológicas e comportamentais. De acordo com os autores, a apneia já vinha sendo associada com a disfunção erétil, mas os mecanismos dessa relação - assim como a associação do problema do sono com outros fatores de risco para a impotência - ainda eram desconhecidos.


Avaliando a relação entre a disfunção erétil e medidas polissonográficas (teste de múltiplos parâmetros utilizado no estudo do sono e de suas variáveis fisiológicas) em pacientes com outros fatores de risco conhecidos para disfunção erétil, os pesquisadores identificaram a apneia em 92% dos pacientes. A disfunção erétil esteve presente em 69% dos pacientes com apneia obstrutiva do sono e em 34% daqueles sem o distúrbio respiratório do sono.


A inclusão na análise de fatores de risco conhecidos - incluindo idade, obesidade, doença coronariana, doença arterial obstrutiva periférica, diabetes, cirurgia da próstata e uso de medicamentos betabloqueadores - e das medidas de apneia do sono identificaram a média de saturação noturna de O2 como fator independentemente associado à disfunção erétil. A idade, doença arterial oclusiva periférica, cirurgia prostática e hipertensão arterial foram confirmadas como fatores de risco para a disfunção erétil, mas não excluíram o risco associado à apneia do sono. Resultados semelhantes foram observados em relação à disfunção sexual.


"O estudo concluiu que a disfunção erétil e a disfunção sexual foram altamente prevalentes em pacientes com apneia obstrutiva do sono", destacaram os autores. "Apesar dos fatores de risco conhecidos, a saturação média de oxigênio noturna foi um fator adicional independentemente correlacionado com estas essas disfunções, sugerindo que a oxigenação noturna deficiente, relacionada à apneia obstrutiva do sono, contribui de forma específica para a evolução da disfunção erétil", concluíram os especialistas. / Journal of Sexual Medicine. Volume 6, Issue 11, Oct 2009. Pages 3147 - 3157

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Policial

PRF lança operação nacional para reforçar segurança nas rodovias

Diretor do órgão quer autorização para contratar aprovados em concurso

Saúde

Casos de dengue em gestantes aumentam 345% em 2024

Aumento representa um quadro preocupante de saúde pública

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo