19 de outubro de 2021
Anuncie Aqui

Após morte de índio, mais de 250 militares estão em área de conflito em MS

Atendendo solicitação do governador Reinaldo Azambuja, a presidente Dilma Rousseff autorizou o Exército Brasileiro a conter conflitos de produtores rurais e indígenas

1 SET 2015 - 19h52min
Giselli Figueiredo - da Redação

Três dias após a morte do índio Simião Vilhalva, no município sul-mato-grossense de Antônio João, tropas do Exército iniciarão nesta terça-feira (1) a Operação Dourados para conter os conflitos fundiários entre indígenas e produtores rurais. A ação ocorre inicialmente em quatro cidades do estado: Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista e Ponta Porã.
 
Atendendo solicitação do governador Reinaldo Azambuja, a presidente Dilma Rousseff autorizou o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, braço militar do Ministério da Defesa, a planejar e desenvolver ações de garantia da lei e da ordem nos próximos 30 dias nessas localidades.
 
De acordo com o Ministério da Justiça, o aparato militar envolverá o Exército e poderá contar também, caso haja necessidade, com tropas da Marinha e da Aeronáutica. Em documento encaminhado à presidenta Dilma, Azambuja ressaltou que o atual contingente da Polícia Militar e da Força Nacional de Segurança se tornou insuficiente diante do acirramento do conflito. O governo argumentou ainda que a disputa entre grupos indígenas e produtores rurais na região pode atingir ?grandes proporções?.


De acordo com o Site Campo Grande News que está com equipe no local, uma tropa com 250 militares chegou nesta terça. O tenente coronel Rocha Lima, do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado, será o responsável pelas atuações em duas cidades (Antônio João e Bela Vista).
 
Ele afirma que conforme o decreto da presidência e artigo 142 da Constituição Federal o Exército intervem nas situações para garantir a lei e a ordem. Neste caso, o objetivo é evitar qualquer conflito e proporcionar melhorias entre as partes.
 
A base de apoio logístico está sendo montada na entrada das fazendas Fronteira, Barra e Cedro. Neste local haverá um posto de bloqueio e controle de acesso, mas trânsito vai permanecer livre. Ainda nesta tarde o Exército vai sobrevoar a aldeias e fazendas ocupadas. Na BR-364, os militares colocaram redutor de velocidade, também próximo a entrada das fazendas. 
 
Na área de conflito já estão 150 homens da Força Nacional, além de homens do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Funai e Ministério Público, que também estão atuando na área sob a orientação do Exército. "O Exército vem para aumentar o contingente e dar mais suporte", explica o tenente coronel.
 
Na quinta-feira (3) será realizado um dia de Assistência Humanitária no distrito de Campestre. Inicialmente será só um dia, com ações cívicos, apresentação de banda, atendimento médico, dentista e lanche durante o dia para os indígenas.
 
A equipe do Campo Grande News conversou com a população, muitos acham que a presença do Exército é benéfica, mas não resolve. "Não resolve porque a crise está instalada, vai amenizar a situação, mas a solução depende do governo Federal", afirma a professora Fernanda Pinto, 26.
 
Já o vice-prefeito de Antônio João, Antonio Cesar Baby (PSDB), se conteve em dizer que considera positiva a presença do Exército no local para dar mais tranquilidade na região.

Delivery Amorim_11

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Familiares informam velório de Joséfa Maria

2
Policial

Após temporal, idoso escorrega de telhado e morre

3
Policial

Homens são presos com pintados fora da medida em camionete

4
Policial

Homem é preso ao tentar fugir de bar sem pagar a conta

Informe Publicitário

Informe

Drogaria Aquidauana: há 8 anos protegendo sua família

Previsão do Tempo

min20 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min20 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Aliás...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

AI de ti, AQUIDAUANA!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Advocacia

Mário Nelson Lima Paiva

XV de Agosto, 1639 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2571 / Res
Pesqueiros

Pousada Itajú - Estrada da Margem Esquerda

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 9986-1334 www.pousadaitaju.com.br
Pesqueiros

Pesqueiro do Dinho

Distrito de Piraputanga, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 99121345
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo