17 de janeiro de 2021
Anuncie Aqui
-->

Estresse pós-férias

2 JAN 2008 - 16h01min
uol

Para muitas pessoas voltar ao batente após um agradável período de férias, pode ser bem desgastante. Se analisarmos profundamente, esse sentimento tem a ver com a cultura que coloca o trabalho como uma penitência. Dificultando sua retomada, que deveria ser encarada de forma natural.


O trabalho deve ser visto como fonte da nossa vida, onde nos realizamos, nos sentimos úteis e produtivos. Assim nada mais natural, que após as férias, estejamos com vigor e gana. Mas por que muitos sentem essa essa dificuldade para retornar ao trabalho? Um motivo é a zona de conforto e o outro é o pensamento.


Zona de conforto


O homem sente dificuldade de sair da sua zona de conforto (no caso aqui as férias), de entrar num novo ritmo de vida, preferindo permanecer da mesma forma. A transformação, a adaptação, é algo agressivo. A conseqüência, é uma estranha e desagradável sensação emocional, variando de pessoa para pessoa. Explico.


Quem pensa muito ressente mais a volta ao trabalho


Uma pessoa imaginativa, que pensa e teoriza muito a sua vida, sempre terá mais dificuldade no primeiro mês. Uma pessoa mais prática, que não pensa muito, faz esta adaptação de forma mais natural.


O grande mal do homem é pensar demais. Se pensasse menos, tudo seria mais fácil. Se ele não pensar, a felicidade chega naturalmente. Pensar demais causa stress, infelicidade e desgaste de tempo e energia.


Esta sensação desagradável da volta ao trabalho, ocorre porque o homem sempre imagina negativamente o enfoque dos desafios. Uma carga vinda lá da infância, onde nos passaram, inconscientemente, anulações, castrações e negatividades. Ou seja, a negação da própria vida.


Toda vez que imaginamos realizar algo, vem forte a visão negativa e pessimista a respeito das nossas possibilidades. A pessoa não tem consciência desse fenômeno. Ela apenas sente o mal estar em relação a ter que realizar qualquer coisa. Por isso, o aconselhável ao chegarmos das férias, é evitar pensar e partir rápido para a ação.


Primeiro, porque você vai pensar contra você. Segundo, porque envolvido no seu trabalho, você terá tantas recompensas, que logo estará novamente adaptado a esse novo ritmo de vida.


Sempre gosto de dizer, que a prática é um milhão de vezes mais fácil do que a teoria. Justamente porque quando pensamos, pensamos contra nós. Quando se pensa muito no fazer, não se tem vontade fazer. Logo vá direto para o fazer.


Neste retorno ao trabalho, reflita. Traga com otimismo, positivismo e entusiasmo os projetos que irá realizar. Isso fará com que essa mudança do repouso para o trabalho, aconteça de uma maneira natural.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Familía faz homenagem à jovens recém casados

2
Geral

Homem é flagrado nu após ser obrigado a deixar roupas como garantia de pagamento em bar

3
Policial

Após tomar facada no coração, homem é largado em frente a uma padaria

4
Aquidauana

Aquidauana registra morte de paciente de 28 anos causada por coronavírus

Vídeos

Temporal durante a madrugada causa alagamentos e deixa moradores ilhados em Corumbá

Tata Werneck responde fã que comparou Aquidauana a ''Aquidauanus'' no instagram

Marca P Remates realiza 1° leilão de corte de 2021

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,20m
Miranda
2,81m
Paraguai
0,64cm

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Solidão, Solidariedade, Solicitude

Valdemir Gomes

Sei...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: NÃO HÁ LUGAR PARA TODOS NO PÓ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Clubes

CLUBE DOS MEDICOS

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2250
Médicos

Viviane A. N. Contente - Nefrologista

Manoel Antonio Paes de Barros, 844 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8816
Hospitais/Postos de Saúde

Posto de Saúde Familiar Nova Aquidauana

R. Timóteo Proença, s/nº - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4596
Ver Mais
Fale com a redação