25 de outubro de 2021
Anuncie Aqui

Estudo da UEMS alerta para doenças em hospitais que podem ser transmitidas por formigas

20 AGO 2016 - 19h30min
Da Redação
Já pensou se qualquer um pudesse ter acesso a todos os locais de um hospital, sem os devidos cuidados com a higiene? Pois é isto que as pequenas formigas fazem.

O problema é que, com trânsito livre, elas podem transmitir doenças aos pacientes. É o que mostram os estudos realizados pelo Laboratório de Ecologia Comportamental (Labeco), que tem investigado o tema na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).
 
De acordo com o professor William Fernando Antonialli Junior, coordenador do Labeco da UEMS, além das formigas, pessoas que circulam no ambiente hospitalar e até outros insetos podem transmitir doenças. "O problema maior que envolve as formigas é que elas transitam nestes ambientes em maior número e servem como vetor de micro-organismos patógenos, bactérias e fungos, ou seja, elas carregam micro-organismos de fora para dentro e entre os setores do hospital. Diferente de uma pessoa, ela não passa por nenhuma assepsia e circula livremente pelos ambientes", explicou.
 
As pesquisas foram realizadas em quatro hospitais do Estado, nas cidades de Ponta Porã, Dourados, Ivinhema e Batayporã.  Em todos os setores dos hospitais foram encontradas formigas, desde o hall de entrada até a própria Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e as salas de operação. "Em todos os pontos que instalamos iscas nós conseguimos encontrar uma diversidade e abundância significativa de formigas. E nelas, por exemplo, foram encontrados alguns fungos e bactérias que em contato com feridas ou outra porta de entrada do organismo, podem causar infecções graves e levar a óbito, sobretudo uma pessoa que já está na UTI debilitada", disse Antonialli Junior.
 
As formigas que habitam nas cidades ? em casas, prédios e até em hospitais ? são chamadas de formigas urbanas. Segundo o professor, a presença delas no ambiente não quer dizer que falte higiene, pois o próprio uso de produtos de limpeza, como os que utilizam eucalipto, atraem as formigas.
 
"Não é necessariamente o fato de ela estar lá que o ambiente é sujo ou que a própria formiga é suja, pois ela carrega micro-organismos como nós carregamos. Então não tem jeito, é um problema que os hospitais precisam lidar frequentemente fazendo dedetização ou instalando iscas com especialistas, que amenizam a frequência com que elas ocorrem, mas elas vão sempre estar lá, só o que dá para fazer é amenizar o número e frequência de suas visitas", esclareceu.
 
O cuidado com o lixo hospitalar também é importante ? conforme o professor ? pois muitos insetos e até ratos são atraídos por ele. "Está tudo associado, porque se não cuidam bem do lixo uma formiga, por exemplo, que transita em uma agulha infectada pode levar o micro-organismo daquele lixo para dentro da sala de cirurgia ou da UTI", finalizou.

View Energy - Outubro_9
 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Após tempestade na madrugada, chuvas e ventos fortes continuam

2
Aquidauana

Caminhonete capota na BR-262 após atropelar tamanduá

3
Geral

Em Campo Grande, homem é atacado por jacaré no Lago do Amor

4
Turismo

Camisão ganha primeira vinícola de MS e prova que Pantanal também pode ser produtor de vinho

Informe Publicitário

Informe

Ao fazer o bem, Rede Atlântico garante doação à Pestalozzi

Previsão do Tempo

min22 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min22 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Nas...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

EIS QUE CHEGOU...

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Transportes

EXPRESSO MATO GROSSO

Rua Estevão Alves Corrêa, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2158/241 1
Telefones Úteis

Receita Federal

Rua Luis da Costa Gomes, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2640/1383
Hotéis

Hotel Portal Pantaneiro

Rua Pandiá Calógeras, 1067 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4329 www.portalpantaneirohotel.com.br
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo