23 de setembro de 2020
Anuncie Aqui
-->

Fazenda libera os R$ 2 bilhões pedidos pela Saúde

5 SET 2007 - 14h21min
revista saúde

Em audiência com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na última segunda-feira (03/09) a liberação de R$ 2 bilhões para fazer frente à situação emergencial dos estados do Nordeste na área de saúde. Os recursos serão utilizados na recomposição dos tetos financeiros de média e alta complexidade e no reajuste de um grupo de procedimentos da tabela do SUS. "É fundamental assegurar a oferta de serviços de assistência", disse o ministro Temporão.


Depois de informar que o orçamento do Ministério da Saúde é o terceiro maior do Governo, perdendo apenas para o a folha de pagamento dos servidores e para a Previdência Social, Mantega reconheceu que os R$ 43 bilhões do orçamento da pasta para 2007 "não são suficientes, porque as carências da área da saúde não muito grandes". De acordo com o ministro da Fazenda, as questões da saúde requerem ação estrutural, como o PAC, a ser anunciado em breve pelo ministro Temporão. O PAC da Saúde está praticamente pronto, informou Temporão, e será submetido à ministra Dilma Roussef, da Casa Civil, ainda nesta semana.


Tanto Temporão quanto Mantega frisaram a necessidade da regulamentação da Emenda Constitucional nº 29 - que fixa a aplicação na saúde de percentuais crescentes dos orçamentos federal, estadual e municipal - para que sejam ampliados os recursos para assistência médica da população que depende do SUS (Sistema Único de Saúde).


Temporão disse que dos 27 estados, apenas oito e o Distrito Federal cumprem o que recomenda a emenda constitucional nº 29 e aplicam 12% dos respectivos orçamentos. Os estados são: Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará, Rio Grande do Norte, Bahia e São Paulo.


Mantega disse que se os estados cumprissem o que recomenda a emenda nº 29, mais R$ 5,7 bilhões poderiam ser somados aos R$ 43 bilhões do orçamento do Ministério da Saúde.


Após reiterar a necessidade de regulamentação da emenda, Temporão disse que a equação da saúde não se resolve apenas com a entrada de mais recursos, visto que o SUS tem problemas estruturais de gestão. Para contornar esses problemas, Temporão defendeu a aprovação, pelo Congresso Nacional, do projeto de lei que cria as fundações de direito privado no serviço público.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Acidente entre caminhão e moto deixa duas vítimas em estado grave, em Aquidauana

2
Aquidauana

Aquidauanense de 99 anos é a nova vítima fatal da Covid-19

3
Política

Candidato a prefeito, deputado estadual e vice testam positivo para Covid-19

4
Política

Confira a lista de candidatos a vereador pelo Podemos em Aquidauana

Vídeos

Incêndio de grandes proporções consumiu atacadista, em Campo Grande

Em mais um acidente na MS-450, bombeiros resgatam vítima das ferragens

Onça-parda é flagrada 'passeando' por bairro e assusta moradores

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min20 max36

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min20 max36

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
1,83m
Paraguai
1,01m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Talvez...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"UMA APRENDIZAGEM ou O LIVRO DOS PRAZERES"

Flavia Rohdt

Aldravia 25 #PantanalemChamas

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pax

Pax Universal - Serviços Póstumos Ltda.

Rua XV de Agosto, 412 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4088 / 324
Escritórios Contabilidade

Caires Escritório de Contabilidade

Rua Estevão Alves Corrêa, 411 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1210 / Fax
Restaurantes

Joinha Restaurante e Pizzaria

Rua Antonio João, 443 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5754
Ver Mais
Fale com a redação