X

Fernanda Paes Leme estreia espetáculo teatral sob muito aplausos


Os cariocas, já haviam tido a oportunidade de assistir à peça Dona Flor e Seus Dois Maridos, na montagem com Carol Castro no papel principal. Mas, na noite de terça-feira (5), Fernanda Paes Leme - após ter se apresentado no espetáculo em várias cidades do país, desde que Carol se afastou por conta do casamento - subiu ao palco do Teatro Oi Casagrande, no Leblon, zona sul do Rio, para mostrar uma Flor mais safada, segundo análise de Marcelo Faria, que vive o Vadinho.


"A Dona Flor dela é mais safada. Tanto a Fernanda quanto a Carol fizeram, mas são interpretações diferentes. A Fernanda se diverte e curte mais. A Carol faz uma Flor mais sentida. A Carol sofre mais a morte do Vadinho. Já a Fernanda sofre na hora, mas parte para a comédia. Isso é bom, porque traz uma renovação para a peça", disse Marcelo Faria.


Aliviada após total tensão ao longo do dia, Fernanda falou sobre a nudez mostrada na peça.


"Lido com isso de forma tranquila. Não é um tabu nem uma dificuldade. Estava muito nervosa, já tinha apresentado a peça algumas vezes e tinha tudo de cor. Mas, dá sempre um nervosismo porque tenho uma plateia cheia de amigos, e é uma responsabilidade maior estrear no Rio", assegurou.


Na plateia, Thiago Martins, ex-namorado da atriz, Eri Johnson, no maior clima com Gysele Soares, Chris Vianna, Maria Gadu, Paulo Vilhena e Thaila Ayala, Luiza Possi, Pedro Neschiling e Julianne Trevisol, entre outros.


Marcelo Faria fez questão de apresentar à imprensa sua nova namorada, Camila Lucciola. Juntos há três meses, eles se conheceram nos bastidores da peça A Marca do Zorro, produzida por Marcelo. Camila faz uma participação no espetáculo.


Em cartaz desde outubro de 2007, tendo sido vista por mais de 200 mil pessoas e se apresentado em mais de 40 cidades em todo Brasil, a obra Dona Flor e Seus Dois Maridos, de Jorge Amado - considerada um dos clássicos da literatura brasileira que conquistou o público no cinema e na TV -, retorna ao Rio e fica em cartaz até 27 de janeiro. Na trama, Vadinho é rebelde, impulsivo, espontâneo. Teodoro é metódico e controlado. Flor é professora de culinária casada com Vadinho e busca o ideal de equilíbrio entre os dois amores. A história acontece na Bahia de Amado, entre terreiros de candomblé, com muita música, dança, comida e festa.


Serviço:


Dona Flor e Seus Dois Maridos


Teatro Oi Casagrande (Av. Afrânio de Melo Franco 290, Leblon)
Terças e quartas 21h
Ingresso: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Classificação etária: 16 anos

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Brasil regula abate e processamento de animais para mercado religioso

Diário Oficial detalha procedimentos exigidos pelo governo

Economia

Renda dos mais ricos é 14,4 vezes superior à dos mais pobres

Diferença entre rendimentos é a menor já registrada, mostra IBGE

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo