X

Fernanda Paes Leme estreia espetáculo teatral sob muito aplausos


Os cariocas, já haviam tido a oportunidade de assistir à peça Dona Flor e Seus Dois Maridos, na montagem com Carol Castro no papel principal. Mas, na noite de terça-feira (5), Fernanda Paes Leme - após ter se apresentado no espetáculo em várias cidades do país, desde que Carol se afastou por conta do casamento - subiu ao palco do Teatro Oi Casagrande, no Leblon, zona sul do Rio, para mostrar uma Flor mais safada, segundo análise de Marcelo Faria, que vive o Vadinho.


"A Dona Flor dela é mais safada. Tanto a Fernanda quanto a Carol fizeram, mas são interpretações diferentes. A Fernanda se diverte e curte mais. A Carol faz uma Flor mais sentida. A Carol sofre mais a morte do Vadinho. Já a Fernanda sofre na hora, mas parte para a comédia. Isso é bom, porque traz uma renovação para a peça", disse Marcelo Faria.


Aliviada após total tensão ao longo do dia, Fernanda falou sobre a nudez mostrada na peça.


"Lido com isso de forma tranquila. Não é um tabu nem uma dificuldade. Estava muito nervosa, já tinha apresentado a peça algumas vezes e tinha tudo de cor. Mas, dá sempre um nervosismo porque tenho uma plateia cheia de amigos, e é uma responsabilidade maior estrear no Rio", assegurou.


Na plateia, Thiago Martins, ex-namorado da atriz, Eri Johnson, no maior clima com Gysele Soares, Chris Vianna, Maria Gadu, Paulo Vilhena e Thaila Ayala, Luiza Possi, Pedro Neschiling e Julianne Trevisol, entre outros.


Marcelo Faria fez questão de apresentar à imprensa sua nova namorada, Camila Lucciola. Juntos há três meses, eles se conheceram nos bastidores da peça A Marca do Zorro, produzida por Marcelo. Camila faz uma participação no espetáculo.


Em cartaz desde outubro de 2007, tendo sido vista por mais de 200 mil pessoas e se apresentado em mais de 40 cidades em todo Brasil, a obra Dona Flor e Seus Dois Maridos, de Jorge Amado - considerada um dos clássicos da literatura brasileira que conquistou o público no cinema e na TV -, retorna ao Rio e fica em cartaz até 27 de janeiro. Na trama, Vadinho é rebelde, impulsivo, espontâneo. Teodoro é metódico e controlado. Flor é professora de culinária casada com Vadinho e busca o ideal de equilíbrio entre os dois amores. A história acontece na Bahia de Amado, entre terreiros de candomblé, com muita música, dança, comida e festa.


Serviço:


Dona Flor e Seus Dois Maridos


Teatro Oi Casagrande (Av. Afrânio de Melo Franco 290, Leblon)
Terças e quartas 21h
Ingresso: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Classificação etária: 16 anos

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Policial

PRF lança operação nacional para reforçar segurança nas rodovias

Diretor do órgão quer autorização para contratar aprovados em concurso

Saúde

Casos de dengue em gestantes aumentam 345% em 2024

Aumento representa um quadro preocupante de saúde pública

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo