X

Grupo de risco, bebês e jovens serão vacinados contra H1N1

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta terça-feira

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta terça-feira que, a partir do dia 8 de março, brasileiros entre 20 e 29 anos de idade, além de crianças de seis meses a dois anos, serão vacinados contra a gripe suína. O cronograma de vacinação faz parte da estratégia nacional para a segunda onda de pandemia da gripe suína no Brasil e inclui ainda os chamados grupos prioritários (trabalhadores de serviços voltados à saúde, indígenas, gestantes, doentes crônicos e idosos).

A vacinação contra a gripe suína pretende atingir 63 milhões de brasileiros e será realizada em etapas. No período de 8 a 19 de março deverão ser vacinados os trabalhadores de serviços de saúde (funcionários das áreas de limpeza, recepcionistas, motoristas, médicos, enfermeiros), e toda população indígena.

Do dia 22 de março ao dia 2 de abril, deverão procurar postos de saúde e entidades escolhidas pelos governos municipais os portadores de doenças crônicas (obesidade mórbida, doenças respiratórias e cardíacas, diabéticos e portadores de doenças hepáticas e renais), exceto idosos. No mesmo período, o governo pretende vacinar crianças de 6 meses a 2 anos de idade, que receberão duas meias doses, sendo a segunda a partir de 21 dias após a primeira aplicação.

O cronograma prevê vacinação de 5 a 23 de abril para a população adulta saudável de 20 a 29 anos e o período de 24 de abril a 7 de maio para a população com mais de 60 anos. Mulheres grávidas não precisarão seguir o calendário de aplicação da vacina e poderão procurar os postos de saúde no momento que considerarem necessário.

De acordo com o Ministério de Saúde, parte das milhões de doses será reservada "para o caso de haver alterações epidemiológicas ao longo do inverno e eventual necessidade de ampliar o público-alvo".

"É prematuro e imprudente anunciar o fim da pandemia. Temos que ficar alertas. O Brasil está se preparando para proteger do ponto de vista de saúde pública a população", afirmou Temporão.

Os 26 Estados e o Distrito Federal receberão o número de doses de forma proporcional à população dos grupos prioritários contidos no cronograma do governo. Está prevista a instalação de 36 mil salas de vacina em todo o Brasil.

Para garantir o controle da propagação da gripe suína, o Ministério da Saúde também irá reforçar os centros de diagnóstico, tratamento e assistência aos pacientes, estruturando laboratórios centrais de saúde pública (Lacen) nos Estados do Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás e Pernambuco. Desde o ano passado já estavam credenciados os Lacen em Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além dos centros de referência Instituto Adolfo Lutz (SP), Evandro Chagas (PA) e a Fundação Oswaldo Cruz (RJ).

Doença
A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus H1N1 e transmitida de pessoa a pessoa principalmente por meio da tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de infectados. Até hoje, 209 países relataram casos de gripe suína, sendo que existem pelo menos 14 mil mortes confirmadas. No Brasil, conforme levantamento até 31 de dezembro, foram registrados 39.679 casos graves de gripe suína e 1.705 mortes notificadas.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Policial

PRF lança operação nacional para reforçar segurança nas rodovias

Diretor do órgão quer autorização para contratar aprovados em concurso

Saúde

Casos de dengue em gestantes aumentam 345% em 2024

Aumento representa um quadro preocupante de saúde pública

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo