21 de outubro de 2020
Anuncie Aqui
-->

Na Venezuela, aquidauanenses enfrentam chuva, altitude e estradas perigosas

Atraso com o seguro do Unimog já mostrou que a jornada seria cheia de desafios

21 NOV 2013 - 17h00min
redação
Após a passagem por Roraima, os aventureiros aquidauanenses Mac, Wilson, Rhobson e Leonel partiram rumo à Venezuela. Antes, porém, eles foram até a cidade de Pacaraima, na fronteira, para carimbar o passaporte na Polícia Federal, no lado brasileiro, e também aproveitaram para fazer a troca de reais por bolívares venezuelanos, moeda usada no país desde 1823. "Achamos que o dólar seria nossa moeda oficial fora do Brasil, mas cada país tem sua moeda, e a Venezuela não aceita o dólar", conta Rhobson, lembrando que R$ 1,00 vale c23,5 bolívares venezuelanos.
 
Os aquidauanenses também aproveitaram o preço mais barato do combustível na fronteira para abastecer o Troller e o Unimog - R$ 0,91 por litro de diesel. Já na aduana venezuelana, o momento foi de registrar a chegada ao país e pagar um seguro obrigatório de entrada dos veículos. Quando o relógio já marcava 18h30 - a Venezuela tem 1h30 de atraso no fuso horário, em comparação com Aquidauana -, o seguro do Troller foi aceito sem problemas, mas o Unimog, veículo artesanal fabricado pela empresa de Leonel, não foi encontrado no sistema. Diante da situação, precisaram esperar o outro dia para providenciar o cadastro, já que precisariam entrar em contato com os responsáveis em Caracas, capital venezuelana.
 
"Tivemos que pousar em Santa Elena de Uairén. A pousada da Dona Olga nos abrigou durante a noite, um lugar muito acolhedor, com restaurante, sala de jogos, piscina e uma atenção por parte dela que nos deixou bem à vontade. Passamos uma ótima noite, e com segurança", relata Rhobson.
 
No dia seguinte, Leonel e Mac foram providenciar a permissão dos veículos e voltaram quando já passava do meio-dia. Os aventureiros resolveram continuar a viagem e seguiram pelo Troncal 10, com destino ao norte do país. Os moradores do local recomendaram para que eles não viajassem durante a noite, mas não foi possível seguir o conselho, pois a estrada era muito perigosa e o grupo não tinha onde ficar.

Momentos de tensão
 
A passagem pelo Troncal 10 trouxe recordações bem familiares aos aquidauanenses, que puderam contemplar uma paisagem cheia de vales, riachos e uma área indígena que predomina na região. Entretanto, as dificuldades não tardaram a aparecer, e eles precisaram enfrentar uma altitude de 1.460 metros e uma chuva que não deu trégua. Para completar os momentos de tensão, as pistas não eram duplas e contavam com algumas curvas muito perigosas, que chegavam a quase 360 graus.
 
Posteriormente, passaram por um lugarejo muito conhecido, chamado 88, mas receberam recomendações para não pousar no local, que é uma região de garimpo. A viagem continuou e, ao anoitecer, os participantes da expedição conseguiram chegar ao único hotel da cidade de Tumeremo, outra região movida pelo garimpo. Para compensar o dia de dificuldades, uma situação inusitada, conforme lembra Rhobson.
 
"Tivemos que ficar em um quarto que tinha duas camas de solteiro e uma de casal, onde tive que dormir com o Leonel na cama de casal. Fizemos uma divisória na cama, para restringir o território de cada um. Eu fui até a portaria do hotel para pedir para colocar outro colchão ou que autorizassem a descer minha cama de campanha, mas nem pagando eles autorizaram. O que nos restou foi dormir juntos. Tomamos um banho e saímos na cidade já toda fechada à procura de algo para jantar, comemos uma pizza e voltamos para o hotel".
 
  • Kibon é = Tio Rico
  • Tumeremo - Venezuela
  • Tumeremo - Venezuela
  • Hotel na cidade de Tumeredes (Venezuela)
  • Leonel explicando sua invenção, pois por onde passava todos ficavam admirados
  • Igreja Evangélica Quadrangular no Km 88
  • ônibus tombado na serra
  • Tumeremo - Venezuela
  • não vimos uma plantação, ninguém produz nada, o governo da tudo
  • Maravilha de lugar entrando pelo Sul da Venezuela
  • parada para uma foto para registro em frente ao Unimog
  • Maravilha de lugar entrando pelo Sul da Venezuela
  • Fila para abastecimento na Venezuela
  • Maravilha de lugar entrando pelo Sul da Venezuela
  • Fila para abastecimento na Venezuela
  • olha a pacoteira
  • Maco dos países
  • Marco dos países
  • Divisa do Brasil com Venezuela
  • Tumeremo - Venezuela
  • Tumeremo - Venezuela
 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Mãe flagra filha adolescente seminua com o marido e é atingida a golpes de facão

2
Aquidauana

Sem sinalização, mais um acidente é registrado na rua Antônio Campelo

3
Miranda

Com prefeito a bordo, pescadores se maravilham ao avistar 4 onças à beira do Rio Miranda

4
Aquidauana

Para Tati, fé foi imprescindível para superação da perda e também na chegada de Sofia

Vídeos

Incêndio de grandes proporções consumiu atacadista, em Campo Grande

Em mais um acidente na MS-450, bombeiros resgatam vítima das ferragens

Onça-parda é flagrada 'passeando' por bairro e assusta moradores

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max32

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max32

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,22m
Miranda
1,52m
Paraguai
(-) 31

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"JÁ TENTEI OLHAR BEM DE PERTO"

Valdemir Gomes

Ainda...

Rosildo Barcellos

Poluição como questão de saúde pública!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pesqueiros

Rancho do Pedrialli - Piraputanga

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3257-1007 www.ranchopedrialli.com.br
Auto Elétrica/Oficinas

Auto elétrica Centro Aquidauana

Assis Ribeiro, 506 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5932
Escolas Municipais

Escola Municipal Erso Gomes

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5045
Ver Mais
Fale com a redação