X

Paracetamol é contraindicado para evitar febre em crianças após vacina

O analgésico paracetamol não deve ser usado para evitar febre após a vacinação de crianças. O alerta é da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, com base em estudo internacional que constatou que o remédio pode interferir na resposta da vacina.


A febre faz parte da resposta inflamatória habitual do organismo. Em geral, a febre que ocorre após a vacinação é autolimitada e sem consequências graves.


A preocupação, para pais e profissionais de saúde, é que, em alguns casos, a febre pode causar convulsões. Por isso, tornou-se rotineiro em alguns locais o uso profilático do paracetamol ou de medicamentos antipiréticos.


"Estamos alertando para o uso indiscriminado da medicação como forma de prevenção em crianças saudáveis e sem histórico de convulsão. Já em crianças com histórico pessoal ou familiar de convulsão, ou crianças que apresentem febre superior a 39,5ºC, o uso da medicação é recomendado", afirma Helena Sato, coordenadora de imunização da Secretaria.


O estudo foi realizado em 459 crianças saudáveis, com idade entre 9 e 16 semanas que foram separadas em dois grupos. O primeiro recebeu doses do paracetamol como prevenção. Já o segundo grupo não recebeu a medicação. O estudo confirma que a resposta positiva da vacina em crianças que não receberam a medicação é melhor.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Serviços

Precisa de serviços públicos? Saiba como acionar a prefeitura

Município realiza diariamente serviços como troca de lâmpadas, limpeza e patrolamento

Geral

Junior Mochi propõe criação do Dia do Defensor Público no Estado

O projeto segue para análise dos membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR)

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo