31 de julho de 2021
Anuncie Aqui
Pantanal

PMA intensifica o combate às queimadas e rastreia área para identificar origem dos focos

16 JUL 2020 - 09h56min
Assessoria

A Polícia Militar Ambiental (PMA) intensifica as ações de combate aos crimes ambientais que dão origem, em sua maioria, aos focos de calor na região do Pantanal, onde, somente na região de Corumbá, mais de 50 mil hectares de vegetação nativa já foram queimados no primeiro semestre do ano, segundo estimativas de organizações ambientais.

O comando da PMA sobrevoou a planície pantaneira e se reuniu com autoridades civis, judiciais e militares de Miranda e Corumbá, incluindo, Ministério Público, prefeitos e a Marinha, com o propósito de definir uma estratégia integrada de ações preventivas e de fiscalização para o controle ao fogo. A partir de 1º de agosto a queima controlada está proibida em Mato Grosso do Sul, estendendo-se até outubro no Pantanal.

O comandante da PMA, tenente-coronel José Carlos Rodrigues, relatou que a grande ocorrência de focos na região da Serra do Amolar, em Corumbá, é um cenário preocupante. Alguns focos já foram controlados, com operações coordenadas pelo Corpo de Bombeiros e apoio das brigadas do Ibama e das fazendas, contudo as ocorrências tem se ampliado.

“Os focos se espalham pela planície e muitos ocorrem em locais de difícil acesso, provavelmente por combustão espontânea”, disse o comandante. “Mas estamos intensificando a nossa fiscalização, reforçando a equipe da unidade de Corumbá, e pedimos o apoio do comando da Polícia Militar para deslocamento de nossos homens por helicóptero, com a finalidade de identificar a queima criminosa e autuar na sequencia.”

Fiscalização por terra e água

A unidade da PMA de Corumbá está em operação por terra e água, intensificando a fiscalização e realizando minucioso trabalho de investigação para identificar as queimadas ilegais e punir os infratores. O comando da corporação reforçou a equipe local com mais policiais, totalizando 18, e enviou uma equipe da área de inteligência para a região dos focos.

Segundo levantamentos preliminares, a maioria dos incêndios ocorreu pela ação do homem, envolvendo ribeirinhos e proprietários rurais, os quais estão sendo investigados por desmate, armazenagem e transporte de madeiras nativas e queimas ilegais para acesso aos locais de retirada de mel silvestre e iscas vivas.

No mês de junho, a PMA de Corumbá autuou sete pessoas por uso de fogo seguido de incêndio e por corte, armazenamento e transporte de madeira sem autorização ambiental, incluindo áreas de reservas legais. Em maio, o total de autuações foi de 19, pelos mesmos crimes ambientais. Com o uso do helicóptero da PM, os policiais ambientais farão autuações em áreas de difícil acesso.

 

Mais Lidas

1
Anastácio

Policiais de Anastácio prendem traficantes em três pontos da cidade

2
Geral

Ainda descamisado, seu Zé é "blindado" até no frio de 6ºC

3
Anastácio

Jovem é preso com 12 pacotes de maconha em Anastácio

4
Informe Publicitário

Itajú Eco Hotel reabre as portas em agosto como o seu mais novo point turístico sul-mato-grossense

Informe Publicitário

Informe

De barraca a supermercado, poema conta história da Rede Atlântico

Previsão do Tempo

min11 max28

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min11 max28

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,88m
Miranda
1,70m
Paraguai
1,00m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Mais...

Rosildo Barcellos

Aruanã Etô – É o lugar das máscaras !

Gabriel Novis Neves

A GRATIDÃO TAMBÉM É VIRTUDE ETERNA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Óticas

Óptica View - Lentes de Contato

Rua João Leite Ribeiro, 291 Centro - 79210-000 Anastácio/MS (67) 3245-2923
Médicos

Rufo Antonio da Silva - Endocrinologista

Rua Jose Bonifácio, 634 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4764
Ponto de Táxi

Ponto de Táxi Nº 3

Rua Teodoro Rondon, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2230
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo