21 de outubro de 2020
Anuncie Aqui
-->

Raja Casablanca elimina o Monterrey e enfrenta o Galo nas semifinais do Mundial

Marroquinos derrotam os mexicanos por 2 a 1, na prorrogação, e colocam uma torcida extremamente fanática no caminho do Atlético-MG no jogo de quarta-feira

15 DEZ 2013 - 10h10min
Globoesporte.com
Os 10 mil torcedores que apoiarão o Galo em Marrakesh terão que ficar roucos, se esgoelar, gritar como nunca na próxima quarta-feira, às 17h30m (de Brasília), porque o Atlético será visitante nas semifinais do Mundial de Clubes. O Raja Casablanca, do Marrocos, terá uma torcida ensandecida a seu favor depois de garantir a classificação neste sábado, em Agadir, com vitória por 2 a 1 sobre o favorito Monterrey, do México.
 
É um momento histórico para o futebol marroquino. A vaga foi assegurada na prorrogação, após empate por 1 a 1 no tempo normal, em uma noite de delírio para a torcida do clube local - uma das mais fanáticas do futebol africano -, que foi à loucura com a volta olímpica depois do jogo. 
 
Diante do Atlético, o Raja tentará se tornar o segundo time do continente finalista de Mundiais, depois do Mazembe, vice-campeão em 2010. A outra semifinal será um dia antes, na terça-feira, entre o Bayern de Munique, da Alemanha, e o Guanghzou, da China ? que eliminou o Al-Ahly, do Egito. Os dois vencedores farão a final no sábado.
 
Em partida tensa neste sábado, o Galo teve a comprovação de que é superior às duas equipes que se apresentaram. O Monterrey talvez fosse um adversário mais complicado, mas o ambiente agora será quase todo favorável ao oponente atleticano. Casablanca fica a três horas de carro de Marrakesh. A cidade será invadida. E o Atlético, que contava com a admiração dos marroquinos por Ronaldinho para se sentir em casa, terá que lidar com forte pressão.
 
Raja Casablanca na frente 
 
O Monterrey foi mexicano: ficou com a bola, tocou mais, chegou mais, até chutou mais a gol. E nada. O Raja Casablanca foi africano: teve vibração, teve correria, teve um time pulsante e habilidoso, embora não necessariamente organizado. E teve o gol. 
 
O primeiro tempo em Agadir mostrou bem como funcionam as duas escolas de futebol colocadas no caminho do Atlético no Mundial. Talvez o diferencial para os marroquinos tenha sido sua torcida extremamente inflamada. Cada vaia era uma agulhada nos jogadores mexicanos ? um barulho impressionante. Cada apoio era uma onda a empurrar o time local ao ataque. É até um clichê essa história de 12° jogador, mas com o Raja parece funcionar mesmo. O ambiente é de cair o queixo.
 
Em campo, o Monterrey chegou a dar sinais de ser mais time. Soube trabalhar bem a bola, que ficou sob seu controle em 58% do tempo na etapa inicial. Os mexicanos, com isso, criaram chances. Mas não fizeram. Zavala e Juárez ameaçaram logo no começo, em chutes que passaram perto. El Hachimi, dentro da área, pela direita, quase deu um troco ainda maior. Ele pegou mal na bola ? e perdeu o gol. 
 
O Monterrey, pouco a pouco, foi perdendo o ímpeto inicial. Nervoso, passou a dar espaços ao adversário. E aí saiu o gol. El Hachimi disparou bem pela direita e mandou na área. O goleiro Orozco falhou. Soltou a bola nos pés de Chtibi, que completou para o gol. A torcida mergulhou em euforia. Era um sonho sendo realizado. 
 
Coube aos mexicanos tentar reagir. Chutes de Delgado e de Neri Cardozo forçaram o goleiro Askri a praticar enormes defesas. Mas o curioso é que o segundo gol da partida quase foi novamente do Raja Casablanca. Em conclusão de Iajour depois de bela jogada individual, a bola rodou quase em cima da linha adversária ? e ninguém apareceu para completar.
 
Monterrey reage 
 
Os mexicanos cresceram no segundo tempo. Voltaram donos do jogo. E logo empataram. Foi aos sete minutos, quando Suazo cobrou falta da direita para Basanta, de cabeça, vencer a zaga adversária e deslocar o goleiro. No momento em que o atacante cruzou a bola, um laser saído das arquibancadas atingia seus olhos.
 
O empate poderia ter se tornado virada logo depois. Neri Cardozo recebeu sozinho, frente a frente com Askri. Era só passar pelo arqueiro africano. E ele não conseguiu. O chute foi defendido pelo goleiro, e a torcida soltou um urro de vibração. 
 
O Raja conseguiu reequilibrar a partida. Mas sem ser incisivo. O jogo ficou com clima de que iria para a prorrogação, como efetivamente aconteceu.
 
A classificação marroquina
 
A prorrogação estava morna, sem sal. A torcida, apreensiva, sofria com a indefinição do jogo. E aí uma bola aérea, aos cinco minutos, mudou tudo. Guehi subiu muito alto, testou firme e inundou de delírio o estádio de Agadir.
 
Mas restavam 25 minutos. O Monterrey partiu para cima. Tentou atacar de todos os jeitos, por baixo e por cima, enquanto o Raja reagia com velocidade. Estava no ar que poderia sair novo gol a qualquer momento. Na última oportunidade mexicana, a dois minutos do fim, Suazo chutou rente à trave. Mas não aconteceu. E o surpreendente time de Casablanca está no caminho que o Galo terá que trilhar para ser campeão mundial.
 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Mãe flagra filha adolescente seminua com o marido e é atingida a golpes de facão

2
Aquidauana

Sem sinalização, mais um acidente é registrado na rua Antônio Campelo

3
Miranda

Com prefeito a bordo, pescadores se maravilham ao avistar 4 onças à beira do Rio Miranda

4
Aquidauana

Para Tati, fé foi imprescindível para superação da perda e também na chegada de Sofia

Vídeos

Incêndio de grandes proporções consumiu atacadista, em Campo Grande

Em mais um acidente na MS-450, bombeiros resgatam vítima das ferragens

Onça-parda é flagrada 'passeando' por bairro e assusta moradores

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max32

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max32

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,22m
Miranda
1,52m
Paraguai
(-) 31

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"JÁ TENTEI OLHAR BEM DE PERTO"

Valdemir Gomes

Ainda...

Rosildo Barcellos

Poluição como questão de saúde pública!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Rufo Antonio da Silva - Endocrinologista

Rua Jose Bonifácio, 634 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4764
Telefones Úteis

IAGRO

, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3604
Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Lanchonete e Garaparia Doce Mel

Rua Estevão Alves Corrêa, Barraca 62 - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
Fale com a redação