X
Nova Aquidauana

Mulher fica 4 horas em cárcere privado após sofrer agressões do marido

Vítima foi socorrida por intervenção de um vizinho, que é policial militar

Divulgação

A polícia prendeu no bairro Nova Aquidauana um homem de 38 anos, suspeito de espancar e agredir a esposa, além de deixá-la trancada por cerca de 4 horas em cárcere privado. O caso aconteceu na noite do dia 3, e, segundo o boletim de ocorrência, um policial militar vizinho do casal acionou o socorro após ouvir os gritos da vítima.

Segundo as informações do policial, a vítima estava no portão de casa e apresentava ferimentos. A mulher relatou ter acompanhado o marido a uma festa onde ambos beberam e houve discussões após ela solicitar a chave da moto do casal. Diante da recusa do agressor, a vítima afirma ter decidido retornar para casa a pé.

Ao chegar na residência, a mulher encontrou o marido sentado em frente ao portão. Os dois voltaram a discutir dentro de casa, onde as agressões físicas teriam começado.

Como forma de escapar das agressões, a vítima relatou ter se trancado na residência, deixando o marido do lado de fora. Inconformado, ele teria chutado a porta do imóvel e quebrado do telefone celular da mulher. O agressor ainda trancou a mulher em um dos cômodos e só a libertou depois que o vizinho chegou à residência.

Após conseguir ajuda do vizinho policial, vítima e agressor foram encaminhados para a delegacia da Polícia Civil.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Emprego

Provas do Concurso Nacional Unificado terão megaoperação logística

Serão entregues mais de 2 milhões de malotes de provas em 220 cidades. Os Correios também irão fazer a logística reversa dos cartões de resposta das unidades nos estados para o local de correção

Esporte

Rayssa é vice na etapa de Paris do Street League

Brasileira cresce no final da prova e garante pódio

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo