X
Policial

Desconfiado de traição, policial mata a tiros mulher e corretor de imóveis

Policial está foragido desde o crime. / Divulgação

Policial militar ambiental identificado como Lúcio Roberto Cabral é suspeito do assassinato da esposa, Regianni Araújo, de 32 anos, ocorrido no sábado. Ele teria agido por ciúmes, depois de descobrir suposta traição da vítima com o corretor de imóveis Fernando Henrique Freitas, que também foi morto.

Segundo a Polícia Civil, o PMA estava na casa dos pais com a esposa, quando tomou conhecimento da possível infidelidade. Ele questionou a mulher, mas ela negou. Lúcio então foi até onde estava Fernando, em outro imóvel, e o abordou enquanto dormia, atirando antes mesmo que a vítima pudesse se defender.

Na sequência, o policial voltou para a casa dos pais e atirou na esposa, matando-a no local. Ele deixou sua arma, pegou o carro do pai e fugiu. O PMA responde por feminicídio e por homicídio qualificado por motivo fútil e que dificultou a defesa da vítima.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Alerta é de técnica da Organização Mundial da Saúde

Educação

CREAS realiza palestra sobre Bullying em Aquidauana

Eles explicaram exemplos e consequências do Bullying

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo