X
Polícia

Idoso que matou garota de programa em São Gabriel do Oeste é preso

Jovem foi assassinada com tiro em fazenda da região

Outra jovem foi atingida e está em estado grave / Divulgação

O idoso de 61 anos suspeito de assassinar uma garota de programa, de 22 anos, e amiga, de 27 anos, foi preso em São Gabriel do Oeste na madrugada desta segunda-feira, 24.

A morte aconteceu no domingo, 23, por volta das 17h. Segundo a Polícia Civil, duas mulheres teriam sido alvejadas por arma de fogo, sendo que uma tinha ido a óbito e a outra teria conseguido fugir e foi socorrida por fazendeiros da localidade e encaminhada com vaga zero para Campo Grande, devido à gravidade do quadro de saúde.

Delegacias de Polícia Civil de Rio Verde e São Gabriel do Oeste, além da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia foram até o local e constataram veracidade das informações. Foram feitas diversas buscas em possíveis endereços em que o autor poderia estar, tanto por equipes da Polícia Civil quanto da Polícia Militar, e, por volta de 1 hora da madrugada, uma equipe coordenada pelo Delegado Edson Caetano conseguiu localizar e prender o autor, em uma chácara, ainda em São Gabriel do Oeste.

O autor recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia, onde foi autuado por: destruição, subtração ou ocultação de cadáver; feminicídio; feminicídio tentado, violência doméstica e familiar na forma tentada e fraude processual, se a inovação se destina a produzir efeito em processo penal, ainda que não iniciado, as penas aplicam-se em dobro.

Embora o idoso tenha ficado em silêncio, uma testemunha, que não será identificada, contou que o autor tem uma filha de menos de dois anos de idade com a vítima sobrevivente, mas que não está registrada no nome dele. Eles se relacionavam sempre com retribuição de valores pecuniários.

Ainda segundo a testemunha, as duas jovens seriam garotas de programa e estariam no local para se relacionar com o autor, mediante pagamento. No entanto, o autor e a vítima sobrevivente teriam discutido por conta da pensão da filha e ele acabou atirando nela, que se fingiu de morta e também em Jennifer Gimemes Morgenrotti, que levou um tiro na nuca e morreu na hora.

Logo após o crime o autor teria pegado uma carriola, colocado o corpo da vítima fatal e levado para a mata. Enquanto isso, a outra vítima, que se fingiu de morta, conseguiu sair correndo e pedir socorro em propriedades vizinhas. Ela foi socorrida, encaminhada ao hospital local e posteriormente teve que ser transferida para a capital, com hematoma extenso na coxa direita, sinais de esganadura no pescoço, escoriações nos membros superiores e corte contuso na mão direita.

A vítima fatal foi encontrada pelos policiais, ocultada na mata, em decúbito dorsal, ensanguentada e com lesão aparente no seio direito. A arma de fogo utilizada no crime, uma espingarda de calibre .22, foi localizada dentro do guarda-roupas do autor, com munições e luneta, sendo devidamente apreendida.

Os pertences das vítimas foram dispensados em meio a entulho, atrás da casa do autor. Para atrapalhar as investigações, o ele tentou alterar a cena do crime e também desligou as por um período o circuito de câmeras de monitoramento do local.

Os celulares das vítimas estavam com o autor, em uma bolsa, e foram apreendidos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea

Servidores, acadêmicos, estagiários, residentes, funcionários terceirizados e instituições parceiras estão sendo convidados a participar dessa importante iniciativa que pode salvar vidas

Pantanal

Combate aos incêndios no Pantanal tem reforço de bombeiros do PR e GO

Operação Pantanal 2024 completa 114 dias nesta quarta-feira

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo