X
Inocência

'O juiz também é preto': funcionário denuncia patrão que o chamou de 'preto vagabundo' em MS

Patrão ainda teria dito para que funcionário procurasse juiz da cidade, que também seria negro

Funcionário de uma fazenda, um homem de 46 anos, procurou a delegacia de Polícia Civil, em Inocência, a 329 quilômetros de Campo Grande, após ser chamado de preto, vagabundo e lixo pelo patrão, que ainda teria dito para ele procurar o juiz da cidade, que também seria negro.

Conforme as informações do boletim de ocorrência registrado no último domingo (03), a vítima conta que mora na fazenda há cerca de três anos e que nunca teve problemas com o patrão. No entanto, no domingo passaram a discutir – os motivos da discussão não são informados no boletim de ocorrência -, quando o patrão e o filho, passaram a fazer insultos racistas.

“Sai daqui seu preto vagabundo, vagabundo, seu lixo (sic)”. A vítima então afirma que pegou a chave de seu veículo para seguir até a cidade e os autores continuaram: “você vai lá no Rodrigão aquele preto, vai no juiz também ele é preto (sic)”. O funcionário então saiu do local e diretamente procurou a delegacia de Polícia Civil.

O caso foi registrado na delegacia de Inocência como “injúria, se consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Meio Ambiente

Decreto de emergência em MS garante celeridade na resposta aos incêndios florestais

Pantanal vive nova tragédia ambiental

Segurança

INSS confirma exposição de dados de até 40 milhões de segurados

Cadastro de aposentados e pensionistas teve segurança reforçada

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo