X
Polícia

Padrasto, mãe e tia são condenados por estupro e maus-tratos em Corumbá

Famílias negava comida para criança como por "troca" por abusos desde os 7 aos 19 anos

Delegacia de Corumbá / Polícia Civil

Padrasto, mãe e tia foram condenados por estupro e maus-tratos de uma criança, que atualmente tem mais de 19 anos. A família abusava sexualmente da vítima desde os 7 anos e negava comida.

Conforme a investigação da Polícia Civil, o homem de 45 anos, junto as duas mulheres, estuprava a vítima várias vezes, além de agressões psicológicas e a deixava com fome. A violência aconteceu ao longo de 12 anos.

O processo judicial durou mais de um ano. O caso chegou ao conhecimento da polícia após uma denúncia anônima. Na época, o padrasto teve a prisão preventiva e, após três dias, medida restritiva de direito para as co-autoras, a mãe e tia.

A investigação determinou que o trio negava comida e a liberdade da vítima para insistir nos abusos. Os autores confessaram o crime.

O homem foi condenado a 68 anos e 10 meses de reclusão pela prática dos crimes de estupro de vulnerável, estupro qualificado e estupro simples e violência psicológica contra sua enteada, ao longo de 12 anos. A mãe foi sentenciada a 57 anos e 6 meses de reclusão e a tia recebeu uma pena de 13 anos e 6 meses de prisão.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Emprego

Provas do Concurso Nacional Unificado terão megaoperação logística

Serão entregues mais de 2 milhões de malotes de provas em 220 cidades. Os Correios também irão fazer a logística reversa dos cartões de resposta das unidades nos estados para o local de correção

Esporte

Rayssa é vice na etapa de Paris do Street League

Brasileira cresce no final da prova e garante pódio

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo