26 de junho de 2022
Anuncie Aqui
Crime Hediondo

Pai que abusou da filha recebe sentença de 23 anos de prisão

O caso ocorreu em Maracaju, em janeiro de 2021, e foi julgado hoje (27), no TJMS

27 MAI 2022 - 15h35min
Schimene Duque Weber

Acusado de ter abusado da própria filha em janeiro de 2021, um homem foi sentenciado, hoje (27), a 23 anos de prisão, sem direito de recorrer em liberdade, por abusar sexualmente da filha de 10 anos. O regime inicial de cumprimento da pena será o fechado por se tratar de crime hediondo.

Central Pax_10

De acorodo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, na ocorrência,  o réu praticou conjunção carnal e ato libidinoso com a filha. Era noite e a menina estava dormindo. O réu acordou-a, segurou-a com muita força, tapou sua boca para que não se ouvisse seu grito de socorro e a violentou. Após a consumação do crime, determinou que a vítima não contasse o corrido a ninguém.

No dia seguinte, a menina foi acordada para acompanhar o pai ao trabalho e, no caminho, o réu parou próximo ao rio, deitou a vítima nas pedras, retirou suas vestes e a violentou novamente, reforçando a ordem de manter o crime em segredo. Após os fatos, a vítima narrou os abusos sofridos para uma pessoa da família, que procurou a polícia.

Sentença

O juiz Marco Antonio Montagnana Morais mencionou o depoimento da menina, quando foi possível notar sua comoção ao relatar os abusos. “Demonstrado durante o depoimento que a vítima ainda está abalada com todo o ocorrido, revelando todo trauma que sofreu e ainda sofre, vez que, ao rememorar os fatos, entrou em desespero e iniciou um choro incessante, motivo pelo qual este magistrado entendeu por bem encerrar sua oitiva”, disse.

Sobre a alegação da defesa de que o réu não se lembrava dos crimes cometidos em razão do uso de entorpecentes, o juiz apontou que o homem tinha plena consciência de seus atos e da ilicitude da conduta, pois, além de ameaçar a vítima de morte, caso ela contasse o ocorrido, dirigiu um automóvel no dia do crime e exerceu suas atividades laborais normalmente, demonstrando plenas condições para desempenhar suas atividades e funções físicas e mentais.

Montagnana reconheceu a ocorrência de crime continuado, já que os ilícitos são da mesma espécie e foram praticados nas mesmas condições de tempo e forma de execução. Apontou que o réu agiu com elevadíssimo grau de reprovabilidade; apresenta maus antecedentes, com condenação anterior; tem conduta social reprovável com a família, por praticar alienação parental, dificultando o contato dos filhos com a mãe.

Além disso, apontam os autos, a separação do réu e da mãe de seus filhos ocorreu em razão de violência doméstica praticada por ele, havendo relatos de que abusava da ex-esposa e restringia sua liberdade. Consta que sua personalidade é claramente desajustada, pois instigava e incentivava o filho adolescente a usar drogas consigo, fazendo com que fosse comprar os entorpecentes para dividir entre eles, além de satisfazer a própria lascívia com o abuso da filha.

“As consequências do delito são extremamente graves e incalculáveis, tendo afetado não só a vítima – que demonstra ainda estar completamente abalada com todo o trauma sofrido, necessitando de atendimento psicológico e remédios antidepressivos, ansiolíticos e sedativos, mas toda a família”, escreveu o juiz antes de fixar a pena definitiva e mantendo a prisão preventiva.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Anastácio

Homem espanca esposa e mulher é socorrida por populares em Anastácio

2
Entrevistas

Sem filhos, Gabriel Sater e esposa compartilham amor por pets

3
Aquidauana

De atendente de bar a campeiro: Casa do Trabalhador oferece vagas de trabalho hoje

4
Policial

Motorista bêbado é preso no bairro Alto

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Atlântico Supermercados presenteia clientes com sorteio de Fusca e muitas ofertas

Previsão do Tempo

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,00m
Miranda
2,06m
Paraguai
2,46m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Sem...

Raquel Anderson

Poema de Despedida

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"6º ENCONTRO DAS RELÍQUIAS"

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Flavio Arima - Ortopedista

Rua Duque de Caxias, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8727
Farmácias e Drogarias

Drogão da Sete

Rua Sete de Setembro, 860 - Centro Aquidauana/MS 673241-6199 https://www.facebook.com/rededrogaoda7
Supermercados

Supermercado União

Carlos F. Bandeira 12 Qdr. 15, conj. Ovídio Costa I - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3622
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo