11 de abril de 2021
Anuncie Aqui
-->
Policial

PMA inicia Operação Piracema e vai reforçar fiscalização nos rios de MS

4 NOV 2019 - 10h26min
Da Redação

A partir desta segunda-feira, em todos os rios que cortam o território de Mato Grosso do Sul, inicia-se o período de defeso para a proteção da Piracema, o período reprodutivo da maioria das espécies de peixes das duas bacias que cortam o Estado (Paraná e Paraguai). Este período se estenderá até o dia 28 de fevereiro de 2020, em todos os rios de Mato Grosso do Sul.

A PMA mantém a operação pré-piracema até o dia 5 de novembro à 8h00 e, dentro dela, a operação dia de Finados, utilizando o efetivo administrativo, até às 8h00 de amanhã dia (4) de novembro, no sentido de evitar a pesca predatória, conferir e lacrar para transporte, o pescado capturado durante a pesca aberta pelos pescadores no feriado, inclusive no dia (5), bem como evitar que as pessoas permaneçam nos rios depois de meia noite de amanhã (4) de novembro, quando haverá o fechamento.

ESTRATÉGIA DE FISCALIZAÇÃO NO PERÍODO DE PIRACEMA

A partir de 00h00 do dia 5 de novembro, a estratégia de fiscalização mantida durante a operação pré-piracema, ocorrida durante todo o mês de outubro, com fiscalização intensificada desde setembro, será alterada, visto que não mais haverá pescadores nos rios, a não ser àqueles que poderão praticar algumas modalidades de pesca, como a pesca de subsistência e a científica, devidamente autorizada, bem como nos lagos das Usinas do rio Paraná, onde poderá haver pesca de peixes exóticos e não nativos da bacia.

A estratégia de fiscalização será a que tem dado certo em todos os anos. Continuar monitorando os cardumes e cuidando deles, principalmente nos pontos em que são mais vulneráveis à pesca predatória, que são as cachoeiras e corredeiras. Em vários pontos onde existem cachoeiras e grandes corredeiras serão montados postos fixos com policiais 24 horas.

A Polícia Militar Ambiental tem conseguido por meio de fiscalização com inteligência, evitar durante a piracema, que pescadores consigam depredar os cardumes nos rios do Estado. As metas estão sendo alcançadas a cada piracema, que é manter o máximo possível os Policiais nos rios, em vigilância dos cardumes, fazendo com que as apreensões de pescado caiam em níveis aceitáveis, que é o objetivo da fiscalização. Ou seja, manter os peixes vivos nos rios para que cumpram sua função natural de reprodução e a manutenção dos estoques.

O esquema especial de fiscalização será mantido, como nos anos anteriores, contando com um efetivo de 360 policiais nas 26 Subunidades em 18 municípios. Este esquema especial já começa com a manutenção dos Policiais que estão desde o dia 1º de outubro trabalhando na operação pré-piracema e, neste feriado prolongado, na operação Dia de Finados, no intuído de dissuadir a possível intenção de algum pescador a continuar pescando depois do período fechado.

Com relação ao início da operação piracema, às 08h00 do dia 5 (terça-feira), a PMA priorizará a montagem de Postos Avançados, fixos, nas principais cachoeiras e corredeiras nos rios do Estado e da União, bem como monitoramento dos cardumes. Esses locais são pontos cruciais para a fiscalização, pois, quando os cardumes ali chegam, precisam que a água atinja uma vazão que lhes permita continuar a subida e, consequentemente, ficam muito vulneráveis, tornado-se presas fáceis para pescadores inescrupulosos, que retirariam facilmente grandes quantidades de peixes, principalmente, fazendo uso de petrechos proibidos de malha (redes e tarrafas).

Exemplo da eficácia dessa estratégia é que a média de pescado apreendido tem sido de 1 (uma) tonelada, com média de 60 pescadores presos, desde que ela foi adotada. Na piracema passada ocorreu a menor quantidade de pescado apreendida, 319 kg, com 39 pessoas presas. Ou seja, cada pescador que descumpriu a lei, foi preso com apenas 8 kg de pescado.

Em algumas cachoeiras e corredeiras, nas quais não terão Policiais fixos, a PMA colocará constantemente Policiais do setor de inteligência a paisana, no sentido de identificar e prender os que se arriscarem a praticar a pesca nesses locais e nesse período, visto que algumas pessoas que residem nas proximidades desses locais, arrisca-se à prática da pesca ilegal e ainda com petrechos ilegais de malha. A pesca a menos de 200 metros a montante e a jusante de cachoeiras e corredeiras é proibida, mesmo fora do período de defeso (piracema)

Este esquema inteligente de fiscalização permite grande economia de recursos humanos e materiais, pois, em “piracema”, os peixes estão em grandes cardumes, por isso, não adianta efetuarem-se gastos enormes com combustível e pessoal subindo e descendo rios e perder cardumes por não manter vigilância nesses pontos vulneráveis, que são as cachoeiras e corredeiras.

Com os Postos Avançados, significa que a PMA ganha mais 10 subunidades operacionais, pois em cada ponto deste, ficam policiais acampados e com barcos e motores para executarem a fiscalização nas imediações dos postos e monitorando os cardumes, permanecendo sempre um policial na cachoeira ou corredeira (Posto).

 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Família pede ajuda para custear o tratamento de aquidauanense internada em estado grave

2
Geral

Motorista capota veículo próximo a rotatória de Dois Irmãos

3
Geral

Caixa com lápis de madeira carbonizada no Pantanal é vendida a R$742.997,00

4
Policial

PM prende homem suspeito de furtar duas motos em loja de Aquidauana

Vídeos

Vídeo: Casal furta televisões de loja no centro da capital, em plena luz do dia

Apoiadores de Bolsonaro saem às ruas pedindo não ao Lockdown e sim à Intervenção Militar

Estreia Curta Metragem A Paixão de Cristo

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max36

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.
min22 max36

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,18m
Miranda
2,97m
Paraguai
1,82m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Não...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: EXÉQUIAS

Raquel Anderson

A gente vai morrer!

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Escolas Municipais

Escola CEI Pólo Andréia P. de Oliveira

Rua Felipe Orro, Pavilhão 3, Bairro da Exposição - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Médicos

Carlos Alberto A. Filho - Otorrino

Ruas Marechal Mallet, 601 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2126
Médicos

Ademir Bossay Candia - Pediatria

Rua 7 de Setembro,, 486 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2894
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo