10 de maio de 2021
Anuncie Aqui
-->
Capital

Policial agiu em legítima defesa ao matar o ex-namorado que invadiu casa dela, diz delegada

Homem que já havia sido casado por 12 anos também teria agredido a ex-mulher

21 FEV 2020 - 14h10min
Midiamax

A delegada titular da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Fernanda Félix Mendes disse nesta sexta-feira (21) que a atitude que a major de 46 anos tomou ao matar a tiros o ex-namorado Hilário Bueno de Camargo de 52 anos, seria em legítima defesa já pelo histórico de violência doméstica que havia contra o homem. As informações são do Midiamax.

Fernanda disse que em setembro de 2019, foi ela quem atendeu a major que foi até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência e pedir medidas protetiva contra Hilário, que a havia mantido em cárcere privado por sete horas, após o casal ir a um churrasco. No evento, Hilário teria tido uma crise de ciúmes e na casa da major a agredido com socos, chutes e a feito refém na própria residência.

Hilário na época negou as agressões em depoimento, mas confessou a discussão por ciúmes dizendo que a major estava muito bonita na ocasião e todos os homens ficavam olhando para ela na festa. A major ficou muito machucada na época, mas não teria feito exame de corpo de delito. Com as medidas protetivas, Hilário não poderia se aproximar da major a 200 metros, mas insistentemente ele a ameaçava com áudios e mensagens que foram anexados ao boletim de ocorrência feito pela major.

O homem que já havia sido casado por 12 anos também teria agredido a ex-mulher. Ele já tinha passagens por vias de fato, em 2017, lesão corporal dolosa, em 2016 e ameaça em 2012. O celular de Hilário foi apreendido nesta quinta (20) para ser periciado. Ele tentou matar a major com uma faca de açougueiro, que foi apreendida logo após o crime.

Logo após o crime, a major foi levada para o hospital em estado de choque e continua internada. A delegada disse que logo que receber alta, ela deverá ser ouvida para prestar esclarecimentos. A Corregedoria da PM instaurou um inquérito e um procedimento administrativo foi aberto para apurar a conduta da militar. Não há prazo para a conclusão do inquérito.

Hilário foi morto com um tiro na cabeça após invadir a casa da major e tentar matá-la com uma faca de açougueiro, na tarde desta quinta-feira (20), no bairro Vila Carvalho. Ele invadiu a casa da major que fez um disparo em direção a Hilário, que continuou na sua direção momento em que fez mais um disparo contra a vítima. Em seguida, a militar saiu gritando, “homem invadiu a casa” e um vizinho foi em seu socorro. O Corpo de Bombeiros foi chamado e socorreu o homem que morreu logo depois de dar entrada na Santa Casa. O vizinho teria ouvido três disparos e gritos da major antes dela sair correndo para fora da casa.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Com 64 apostas em MS, quadra da Mega-Sena tem ganhador em Aquidauana

2
Esportes

Piraputanga Adventure movimenta região de Aquidauana

3
Geral

Após dias reclamando de dores no corpo, homem é encontrado morto em Campo Grande

4
Geral

Livro 'O que aprendi nestes Cinquenta Anos' é lançado na Estação Ferroviária de Aquidauana

Informe Publicitário

Informe

Com 30 anos no mercado, Atlântico Super Center inaugura filial em Aquidauana

Previsão do Tempo

min18 max34

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min18 max34

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,06m
Miranda
2,19m
Paraguai
1,72m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Vou...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

5 De Maio Dia Internacional Da Língua Portuguesa

Rosildo Barcellos

Indizíveis Vicissitudes

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Telefones Úteis

Detran

Rua Jose Alves Ribeiro, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 1187/2210
Pesqueiros

Pesqueiro do Barbosa

Distrito de Camisão, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 96157369
Médicos

Essi Manoel Legal - Clinico Geral

Rua 7 de Setembro, s/nº Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2558
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo