26 de janeiro de 2022
Anuncie Aqui
Justiça

Professor aquidauanense é condenado a 46 anos de prisão por estupro de afilhadas

28 NOV 2021 - 08h45min
Kamila Alcântara

Depois de quase um ano de muita angústia, às 13h da última sexta-feira (26) uma família recebeu a notícia que tanto esperou: o professor aquidauanense, de 55 anos, acusado de estuprar as afilhadas, foi condenado pela Justiça ao regime fechado. 

View Energy - 14Jan- 9

O caso veio à tona no dia 7 de dezembro de 2020, quando a vítima mais velha (hoje com 19 anos) chegou a uma festa de família e o abusador estava lá. Ela passou mal e, no meio do desespero, contou para a mãe o que sofreu na infância. A irmã dela, de 15 anos, também contou que foi abusada várias vezes pelo homem, que era amigo íntimo da família.

Só então a mãe entendeu todas as turbulências que elas passaram, pois ambas tiveram depressão, inclusive tentativas de tirar a própria vida. Elas não denunciavam os abusos por medo, já que o autor por diversas vezes ameaçou matar a avó delas, que é muito querida pelas meninas. 

Neste domingo (28) O Pantaneiro conversou com a mãe das vítimas, que atualmente mora em Camapuã e sua identidade será preservada. Ela lembra que o abusador era praticamente da família, era de muita confiança, sabia tudo que acontecia e sempre ajudava, por ter “influência na cidade e conhecimento”. 

“No primeiro momento, quando fui fazer a denuncia, fiquei com medo, pois ele era uma figura de poder. Achávamos que ele não seria nem condenado. Aí quando ele foi preso e agora o julgamento... Foi uma vitória, porque a Justiça nem sempre é feita, mas nesse caso ela foi feita e ele vai pagar por tudo que fez com as minhas filhas”, disse a mãe.

O caso delas gerou alerta na cidade e elas receberam apoio do movimento #MulheresDeAquidauana. Hoje, as vítimas fazem acompanhamento com profissionais, pois o medo dele ser solto era recorrente, tornando o trauma ainda mais insuperável.

“Elas tinham muito medo dele ser solto, mas creio que agora temos a Justiça da terra e a de Deus. Quis compartilhar porque sei que tem gente com medo de denunciar abusos que sofrem, que não dará em nada. Quero dizer aos pais de vítimas para não se calem e denunciem, não tenha medo de procurar a Justiça, porque ela não falha”, conclui a mãe.

Pelos estupros, o professor foi julgado em primeira instância, na Vara Criminal da Comarca de Aquidauana. A pena imposta foi de 46 anos e 8 meses, em regime fechado. 

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Perita encontrada morta será enterrada no cemitério municipal de Aquidauana

2
Policial

Acidente entre ambulância e caminhão mata enfermeira

3
Aquidauana

Morre Ester Rezende Barbosa aos 67 anos

4
Policial

Colisão entre carro e caminhão deixa 2 mortos na BR-262

Informe Publicitário

Informe Publicitário

Comemore o Dia da Gula no Pira Restaurante

Previsão do Tempo

min23 max38

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max38

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,11m
Miranda
1,53m
Paraguai
0,115m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Às...

Gabriel Novis Neves

O tempo do tempo

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Pizzarias

Pizza Jóia

Av. Dr. Sabino, 272 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2002
Pousadas

Fazenda Santa Cruz

Acesso por Taunay, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3686-1016 / 324 www.fazendasantacruz.tur.br
Segurança Predial

Proteção Geral

Rua Pandiá Calógeras - em frente a Enersul, 514 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1074
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo