16 de janeiro de 2021
Anuncie Aqui
-->
Policial

Superlotada, Colônia Penal recebe mais 150 detentos

21 DEZ 2007 - 08h28min
midia max news

Cerca de 150 presos do complexo penitenciário de Campo Grande foram 'despejados' na Colônia Penal Agrícola durante toda a quinta-feira. A unidade tem capacidade para abrigar 80 pessoas e com mais essa leva já tem 750. Embora a progressão da pena seja um direito do interno, a total falta de estrutura da unidade prisional contraria todos os princípios legais, diz o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso do Sul, Fernando Anunciação.


A situação da Colônia Penal reúne fugas, denúncias de roubos e furtos praticados por internos e até homicídio - a polícia investiga o assassinato do preso Anderson Veiga, 29 anos, no último fim de semana. "Os presos são despejados sim, mas o Judiciário faz a parte dele, infelizmente o Executivo não faz a dele. Falta tudo. Não tem estrutura de fiscalização. Os detentos estão em condições subumanas. O governo está se empenhando", frisa o agente penitenciário.


Clima
Nesta tarde, policiais militares da Companhia de Guarda e Escolta levaram de ônibus e furgão os detentos para a colônia. Quem estava no local assistia a chegada dos novatos. Gritos de cumprimentos foram ecoados. Funcionários da Colônia Penal pediram para o Midiamax deixar o espaço público e alegaram que a imprensa não pode entrar mais no local. Nos últimos meses notícias sobre a unidade foram quase diárias na imprensa.


Porém, no local a reportagem constatou um aparente clima de tranqüilidade. Alguns detentos estavam sob o arvoredo na entrada da unidade, semelhante a uma chácara ao longe cercada de um tímido parque industrial. Outros, jogavam futebol.


O motivo da 'calmaria' seria o fato de que cerca de 70% dos 600 detentos que já cumprem pena no regime semi-aberto terem conseguido o indulto de Natal. Eles deixam o presídio na sexta-feira (21) às 18 horas e retornam no dia 2 de janeiro às 8 horas. No indulto há a possibilidade do preso ter o crime perdoado.


 "Minha família mora em São Paulo, fui presos pelo artigo 12. Vou passar o Natal aqui mesmo", diz o recém chegado Sebastião Israel, 54 anos. Preso por tráfico de drogas cumpriu um ano e cinco meses de condenação no regime fechado. Outro que não vai fazer parte do indulto é o peruano Davi de la Veiga, 32 anos. Também preso por tráfico de drogas (cocaína) está há 3 anos no Estado onde divide a pena entre o regime fechado e agora, o semi-aberto. "É impossível recuperar um detento nesta situação", diz.


 Porém a tensão natural do ambiente veio à tona quando a reportagem já deixava o local. "Se vocês colocarem foto do rosto de preso vão ter problema", disse em tom de aviso um dos detentos recém-chegados.


'Despejados'
"Aqui não tem condição mais de receber ninguém. Não há alojamento as condições de água e comida são péssimas. Despejam eles ai e a gente tem que cuidar e quem perde é a sociedade. A gente fica por conta disso", lamenta um dos policiais militares que acompanhou a escolta. Ele pediu sigilo do nome e disse que o fim do ano as escalas de trabalho exigem sacrifício de todos os PMs.


Segundo o diretor da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), coronel da PM (Polícia Militar) Hilton Villasanti Romero, as transferências dos presos do regime-fechado para a Colônia Penal Agrícola de Campo Grande é uma rotina e acontecem semanalmente.


Ainda de acordo com Villasanti, somente os presos que foram transferidos até o dia 20 de novembro serão beneficiados com o indulto de Natal, que inicia no dia 21 de dezembro, porque é necessário ter cumprindo pelo menos 30 dias de progressão para ter direito ao benefício. Romero garante que a situação está sob controle.


Já Anunciação acredita numa solução rápida para o problema e resume a crise instalada no sistema semi-aberto. "Ta no limite! Tanto é que mataram um e queimaram. Isso um Estado jamais poderia admitir. Quem paga por isso é a sociedade", finaliza.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Polícia fecha boca de fumo e encontra droga na calcinha de traficante em Aquidauana

2
Aquidauana

Bolsa Família itinerante inicia atendimento em Aquidauana

3
Aquidauana

Idosos de 78 e 88 anos são novas vítimas do coronavírus em Aquidauana

4
Aquidauana

Estilo rústico de Lucimeire e Fabiano se fez presente até no ensaio de revelação do bebê

Vídeos

Temporal durante a madrugada causa alagamentos e deixa moradores ilhados em Corumbá

Tata Werneck responde fã que comparou Aquidauana a ''Aquidauanus'' no instagram

Marca P Remates realiza 1° leilão de corte de 2021

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max30

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min23 max30

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,20m
Miranda
2,81m
Paraguai
0,64cm

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Solidão, Solidariedade, Solicitude

Valdemir Gomes

Sei...

Giovani José da Silva

HISTÓRIAS DE ADMIRAR: NÃO HÁ LUGAR PARA TODOS NO PÓ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Hospitais/Postos de Saúde

Posto de Saúde da Estevão - Centro de Saúde João André Madsen

R. Estevão Alves Correa, 2834 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2051
Escolas de Línguas

Escola Inglês e Espanhol - CCAA

Rua 7 de setembro, 1225 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5699
Hotéis

Hotel e Restaurante do Gaúcho

João de Almeida Castro, 186 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-6064
Ver Mais
Supermercado Seriema 16/01/2021
Fale com a redação