X
Política

Aécio já analisa possibilidade de ser candidato a vice de Serra

Embora continue negando publicamente, Aécio já admite hipótese de ocupar a vice na chapa do governador de São Paulo

Embora continue negando publicamente, o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), já admite, em conversas com interlocutores, a hipótese de ocupar a vice na chapa do governador de São Paulo, José Serra, à Presidência da República.

Segundo aliados, Aécio se mostra maleável ao argumento de que seu esforço será reconhecido pelo partido se aceitar a vice. O momento mais tenso dessas conversas ocorre quando aliados ponderam que Aécio poderá ser responsabilizado por uma eventual derrota do PSDB, caso resista ao apelo.

Apesar de já conversar sobre a hipótese, Aécio reserva essa decisão para depois de abril. Ele pretende deixar o cargo em março, mas poderá deixar para traçar seu destino político nas convenções de junho.

Até lá, poderá acompanhar o desempenho de Serra nas pesquisas, caso o governador de São Paulo se afaste mesmo do cargo para concorrer.

Aécio ainda sonha com a hipótese de ser o candidato tucano à Presidência, encabeçando uma chapa com o ex-governador Geraldo Alckmin na vice. Esse cenário seria possível caso Serra desistisse de concorrer à Presidência, candidatando-se à reeleição no Estado.

Um dos argumentos que aliados de Aécio levam em conta para encorajá-lo a aceitar a vaga de vice é que, ainda que perca, ao lado de Serra, a disputa para a ministra Dilma Rousseff (PT), o mineiro conquistará visibilidade nacional, além de se credenciar para 2014.

No cenário em que Serra fosse eleito, seria grato a Aécio. Já numa derrota em que o governador mineiro tivesse se recusado a ser vice, poderia ser responsabilizado pelo resultado.

Por fim, aliados de Aécio ponderam que ele não tem perfil para o papel de líder da oposição e corre o risco de não ter tanta visibilidade no Senado.

Ainda assim, Aécio se irrita quando o assunto vem à tona e voltou a negar nesta quinta-feira a possibilidade de participar da chapa na condição de candidato a vice. "Não, nem cogito essa possibilidade", afirmou Aécio.

O crescimento de Dilma Rousseff nas pesquisas, como na CNT/Sensus, divulgada nesta semana, reacendeu a discussão sobre a chamada chapa "puro-sangue" no PSDB. Antes de ser questionado mais uma vez sobre se será vice de Serra, Aécio havia dito que seu futuro é o Senado.

"Quanto ao futuro, fiz uma opção muito clara hoje: serei candidato ao Senado da República por Minas Gerais e, no Congresso, quero dar continuidade ao trabalho que iniciamos aqui, defendendo, lá, os interesses de Minas Gerais."

Aécio tem viajado pelo Estado inaugurando obras na companhia do vice-governador Antonio Anastasia, que em abril assumirá o governo do Estado e tentará se eleger governador. Aécio está empenhado em fazer dele o seu sucessor. Sobre a pré-candidatura de Serra, Aécio disse que é um nome "extremamente qualificado" e que tem "todas as condições de apresentar um projeto novo para o Brasil".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

MegaFeirão Serasa Desenrola é lançado com painel sobre Educação Financeira

O mutirão emergencial visa estimular a renegociação de dívidas, facilitando a vida de consumidores de todo o que país podem acessar ofertas especiais de várias formas, digitais ou presenciais

Educação

Concurso Nacional Unificado tem quase 10 mil indígenas inscritos

Do total de vagas, 502 são para a Funai

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo