X
Política

André oferece Marun como suplente de Murilo

Jornalista Valfrido Silva observa que Governador foi rápido no gatilho

A visita de André Puccinelli ontem a Dourados só não se transformou num desastre político porque ele é rápido no gatilho. Depois de uma "prensa" em Murilo Zauith, mandando-o passar sebo de grilo nas canelas se quiser ser senador, o que irritou seu vice, o governador ofereceu o nome do secretário de habitação e deputado licenciado, Carlos Marun, como primeiro suplente dele. Como Marun "é a cara de André", o que lhe possibilitaria consolidar a dobradinha com Waldemir Moka, o candidato do establishmant, Murilo ficou mais calmo e prometeu reavaliar a candidatura.

As conversas entre Murilo e André aconteceram entre um e outro descolamento, desde a chegada da comitiva ao aeroporto. Já no primeiro compromisso público, na Aldeia Jaguapiru, André se referiu a Murilo como futuro senador, mas como os nomes "de guerra" dos dois pré- candidatos começam a letra m, ele tinha sempre o cuidado de repetir: "Murilo e Moka, Moka e Murilo", dando o tom do tratamento de igualdade que pretende adotar durante a campanha.

Do Jaguapiru até o centro esportivo Jorge Antonio Salomão alguma coisa deve ter dado errado, embora não se pudesse esperar nenhuma conversa mais séria, já que no mesmo carro estavam também o prefeito Valdecir e o deputado Geraldo Resende. No discurso durante a cerimônia de entrega do cartão do Vale Renda, onde se esperava o "lançamento oficial" de Murilo, nenhuma alusão à candidaturas. E, foi aí, na saída, que André deixou escapar a história do tal sebo de grilo nas canelas, dizendo que o vice precisa se mexer. A surpresa foi a reação de Murilo, dizendo que o governador estaria complicando cada vez mais as coisas, a cada nova entrevista. "Ele vem aqui só pra ficar colocando mais lenha na fogueira", disse o sempre cordato Zauith.

Dali para o Hemocentro, e de lá para o CTG, onde almoçou com trabalhadores do programa de Agricultura Familiar e com prefeitos da região, André teve a ideia que pode ter encurralado de vez seu vice: oferecer o nome de Marun. Pode ser até que ele tenha se inspirado pelo fato de estar "na casa" de Marun, gaúcho de quatro costados, mas o fato de sugerir alguém tido como de sua cozinha para compor a chapa majoritária ao senado amoleceu o coração de seu vice.

Uma coisa é certa: André não abre mão da candidatura de Murilo ao Senado, da mesma forma que não recua mais na decisão de lançar a prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet, como candidata a vice, em seu projeto de reeleição. Diante disso, resta agora ao tão sonhado candidato a senador de Dourados escolher seu segundo suplente ou pensar num outro projeto, com o pessoal do BDR, não estando fora de cogitação, também, aquiescer ao convite de titio Zeca, para fechar com o PT.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Pesquisa de Ministério vai investigar saúde e nutrição de crianças até 6 anos

Visitas domiciliares começam no próximo dia 29

Polícia

Dois são presos por estupro de criança em Coxim

Os abusos teriam ocorrido na última semana

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo